Conheça os projetos  e estilos marcantes dos principais vencedores da maior premiação da arquitetura.

O resultado do Prêmio Pritzker de 2022, divulgado em março, foi uma conquista completamente inédita. Diébédo Francis Kéré, vencedor deste ano, é o primeiro arquiteto negro da história a receber o “Nobel” da arquitetura graças à sua genialidade.

Com obras que o colocam na seleta lista de arquitetos famosos mundialmente, Keré é conhecido pela criação de projetos arquitetônicos usando apenas recursos locais e contribuiu com a construção de obras para as áreas da saúde e educação. Seu trabalho inovador, elegante e funcional demonstrou um potencial ao vencer o Pritzker.

Embora não seja muito conhecido por todos, o prêmio Pritzker é considerado uma das principais gratificações dedicadas exclusivamente à arquitetura. Todo ano, a cerimônia de premiação atrai olhares de profissionais da área ao redor do mundo e serve como inspiração para novas tendências.

Para te inspirar em projetos de reforma e construção, preparamos este artigo que conta um pouco mais sobre o Prêmio Pritzker e também o legado de alguns dos principais arquitetos que tiveram a honra de serem homenageados. Dê uma olhada!

O que é o Prêmio Pritzker? 

Conhecidos por serem donos da rede de hotéis Hyatt e também pelo grande apoio prestado a causas sociais e científicas, o casal Jay e Cindy Pritzker acreditava que um prêmio significativo iria estimular a conscientização de um público maior quanto à importância da arquitetura.

Foi então que, em 1979, resolveram criar o Prêmio Pritzker, que leva o nome da família. Além de representar uma grande honraria e servir de inspiração para todos, o prêmio ainda conta com o valor de cem mil dólares e uma medalha de bronze, assim como o Nobel.

A ideia do prêmio é homenagear arquitetos famosos por seus trabalhos únicos. Seus projetos e conquistas também são considerados de acordo com as contribuições significativas que oferecem à humanidade através da arte da arquitetura, o que reflete em um papel ainda mais nobre ao prêmio.

Como funciona a premiação Pritzker?

Apesar de ser o sonho de muitos, conquistar o Prêmio Pritzker não é uma tarefa simples. A escolha do ganhador é baseada em três grandes pilares: solidez, beleza e funcionalidade, ou seja, não adianta ter um lindo projeto que não é funcional. Esses pontos tornam a escolha mais justa e com um propósito em vista.

O prêmio pode ser contemplar um ou mais ganhadores e é concedido anualmente, no primeiro semestre do ano. A cerimônia ocorre em diversos lugares do mundo e é realizada somente para convidados. Não é à toa que, além de “Prêmio Nobel”, há quem chame a premiação de “Oscar da arquitetura”. 

Por ser um prêmio global, com vencedores de qualquer região, o profissional que vence tem a oportunidade de se tornar conhecido mundialmente. Essa é outra grande vantagem do Prêmio Pritzker, já que nos permite conhecer e se inspirar em grandes projetos arquitetônicos mundo afora.

Conheça 5 arquitetos famosos que venceram o Prêmio Pritzker 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o Prêmio Pritzker, selecionamos cinco grandes arquitetos renomados que já levaram este título para casa e suas principais obras, que servem como inspiração. Confira a seguir:

Diébédo Francis Kéré (2022) 

Em uma fotografia diurna, é possível ver o interior da obra chamada Pavilhão Serpentina. Ao topo, finas hastes de madeira estão conectadas, e abaixo, é possível ver uma estrutura de cor azul escura com formato ondulado. Algumas pessoas circulam pela imagem observando seus detalhes.
Pavilhão Serpentina, de Diébédo Francis Kéré. (Foto: Reprodução/Pinterest/ArchDaily)

Começando com o atual homenageado da última edição, Diébédo Francis Kéré nasceu em Burkina Faso, na África Ocidental. Conhecido também por suas ações como educador e ativista social, Kéré também já ganhou o Prêmio Aga Khan de Arquitetura em 2004. 

Pelas palavras ditas no próprio site da premiação, Kéré defendeu sua missão através de “(…) edifícios que demonstram beleza, modéstia, ousadia e invenção, e pela integridade de sua arquitetura e gesto”. 

Ao utilizar recursos limitados e envolver a comunidade local em obras sustentáveis, Kéré traz uma importante lição: a escassez de recursos, por mais desafiadora que seja, não nos impede de inovar em projetos de construção. A reutilização de materiais e economia na escolha dos produtos pode ser uma ótima saída!

Oscar Niemeyer (1988) 

A imagem apresenta um céu diurno sem nuvens, e abaixo está o Museu de Arte Contemporânea de Niterói. O museu apresenta uma escada curvilínea branca que leva à parte central do museu, que contém um formato semelhante a um “prato” na cor branca e espelhos escuros.
Museu de Arte Contemporânea de Niterói, de Oscar Niemeyer. (Foto: Reprodução/Pinterest/Architectural Digest)

O arquiteto mais influente do Brasil não poderia ficar de fora dessa lista, né? Nascido no Rio, Oscar Niemeyer é responsável por obras que mudaram o cenário de diversas capitais. Seus projetos são inovadores, principalmente, por utilizar formatos curvos em concreto armado em suas construções.

Desde 88, Niemeyer também faz parte do renomado grupo de arquitetos famosos que receberam o “Nobel da arquitetura”. Mesmo com dezenas de edições após sua premiação, ele é um dos poucos arquitetos da América Latina a levar o prêmio para casa.

Suas mais de 600 obras são caracterizadas pelo uso do vidro, com um bom uso de  espelhos e janelas, concretos, vãos livres e muitas curvas, o que torna o espaço inconfundível. Incrível, não é mesmo? 

Zaha Hadid (2004)

Na imagem é possível ver um céu azul escuro sem nuvens, e abaixo está o edifício Vitra Fire Station. O edifício tem cor acinzentada e possui arestas na cor grafite que seguram uma estrutura de formato geométrico em sua entrada. Atrás, há outros blocos de formatos geométricos distintos uns dos outros. Uma parte do solo está coberta por grama.
Vitra Fire Station, de Zara Hadid. (Foto: Reprodução/Pinterest/Architectural Digest)

A iraquiana-britânica fez história na cerimônia de premiação do Pritzker ao se tornar a primeira mulher homenageada pelo maior prêmio da arquitetura. Tendo Niemeyer como uma de suas principais inspirações, seus projetos arquitetônicos nos trazem inspirações decorativas marcadas por linhas futuristas, formas limpas e curvas. 

Zaha Hadid tornou-se uma arquiteta famosa internacionalmente depois de sua obra Vitra Fire Station (Alemanha, 1993). Em seus projetos, a arquiteta também traz um olhar único que concilia o natural e o urbano com a arquitetura

Paulo Mendes da Rocha (2006) 

A imagem contém um céu diurno com poucas nuvens e um cenário composto por árvores e gramas. Ao centro, há o edifício Capela de São Pedro, com diversas janelas em formato quadricular e a parte superior em concreto. No interior do prédio, é possível ver uma pessoa de costas se movimentando em uma plataforma situada acima de um espaço com água.
Capela de São Pedro, obra de Paulo Mendes da Rocha. (Foto: Reprodução/Pinterest/KIENTRUC.com)

O segundo brasileiro a ganhar o Prêmio Pritzker, Paulo Mendes da Rocha já recebeu outras homenagens por seus projetos, como o Leão de Ouro da Bienal de Viena e o Prêmio Imperial de Artes do Japão. Nascido em Vitória, no Espírito Santo, construiu sua carreira logo que foi fazer faculdade em São Paulo. 

O próprio presidente da Fundação Hyatt, responsável pela honraria do Prêmio Pritzker, afirmou que “Mendes da Rocha demonstrou um profundo entendimento de espaço e escala através da grande variedade de edifícios que desenhou…”.

Com foco no cenário urbano, suas construções também trazem o concreto armado e o aço. O trabalho deste famoso arquiteto nos ensina a  aproveitar a luz natural, além de ousar na construção de espaços ao elevar as estruturas em vigas.

Jean Nouvel (2008) 

Na imagem, é possível ver a parte superior de muitas árvores à esquerda e o Quai Brainly Museum à direita. Este prédio contém espelhos retangulares em sua parte superior e caixas quadriculares em diversos tamanhos abaixo. Cada uma dessas caixas possui uma cor em específico, como amarelo, rosa, laranja, vinho e azul.
Quai Brainly Museum, de Jean Nouvel. (Foto: Reprodução/Pinterest/Vogue France)

O francês vencedor do “Nobel da arquitetura” de 2008 não está em nossa lista de arquitetos por acaso. Considerado um dos grandes nomes contemporâneos, a criatividade artística de Jean Nouvel é uma ótima pedida para quem quer se inspirar em ideias audaciosas

Em seus projetos, a iluminação é a grande protagonista. Inclusive, Nouvel ficou conhecido como o arquiteto da luz. Ele pensa não só na estrutura, mas também nos destaques que as construções terão durante o dia, à noite e em diferentes estações do ano.

Dentro do mundo da arquitetura, inspiração é o que não falta, né? Existem muitos arquitetos famosos por terem um talento indiscutível e criatividade ímpar. Usar seus projetos como base para a obra da sua casa é uma ótima forma de definir o seu próprio estilo

Vale lembrar que, os grandes requisitos para a escolha do vencedor do Prêmio Pritzker são o equilíbrio entre a beleza e funcionalidade. As obras exibidas acima nos trazem grandes lições sobre o que devemos considerar na hora da reforma e decoração.

Colocar essas  ideias em prática é sempre um desafio, mas com os produtos disponíveis no Toca Obra e um bom planejamento, você poderá transformar sua casa em um espaço mais bonito e ainda economizar na reforma!

Contrate um ninja