Quem está construindo ou reformando, em algum momento terá de se preocupar com uma questão muito importante: a escolha ideal dos tipos de ralo para a casa. 

O ralo é um elemento construtivo, essencial em inúmeros ambientes – e optar pelo modelo errado pode trazer inconveniências com o passar do tempo.

Apesar de ser um item extremamente comum, quase nunca paramos para pensar nos tipos de ralo que existem e quais suas diferenças, não é mesmo? Se você está passando por esse momento de decisão, não precisa ficar desesperado: nós montamos este conteúdo completo com todas as dicas e orientações necessárias. Vamos lá?

Qual a importância dos ralos?

Vamos ser sinceros, o ralo foi a última coisa que você se lembrou durante a sua construção, não foi? Você chegou até este conteúdo porque seu pedreiro solicitou a compra de um ralo ou porque você está enfrentando problemas devido a escolha incorreta do material, como poças de água e mau cheiro.

Infelizmente, a maioria acaba decidindo por qualquer ralo – justamente por não entender a importância que esse item tem para uma construção, fazendo com que o sistema de drenagem e escoamento do ambiente não funcione de maneira adequada.

Embora pareça algo simples, os tubos que passam por dentro dos ralos são todos interligados, criando um sistema complexo e proporcionando a perfeita vedação – de modo a evitar que o odor do esgoto adentre a residência, permitindo que os resíduos cheguem até o seu destino correto.

Outro ponto fundamental em que os ralos atuam é evitando que insetos e certos animais consigam entrar na sua casa por meio do encanamento, graças à grelha que esses itens possuem.

Em geral, o ralo é formado por uma caixa receptora, uma base (encaixada em um buraco no chão, responsável por fazer a ligação direta com os tubos de esgoto) e pela grelha ou tampa.

Quais os principais tipos de ralo?

ralo da pia
Conhecendo os principais tipos de ralo você garante o melhor para cada ambiente da sua casa.

Agora que você já entendeu melhor a importância de escolher essa peça, que tal compreender mais a fundo os diferentes tipos de ralo – e assim definir o mais adequado para cada ambiente do seu lar? 
Venha conferir!

Ralo Sifonado

O ralo sifonado é um tipo de ralo relativamente diferente dos demais e sua principal função é impedir que o mau cheiro do esgoto retorne à tubulação.

Ele funciona da seguinte maneira: um pouco de água limpa fica parada no fundo do ralo, assim, quando a água suja chega até o ralo ela se mistura com essa água parada. Dessa forma, o mau cheiro é eliminado – impedindo que ele retorne até o seu lar.

Seu funcionamento, como você viu, é semelhante a de um sifão de pia, já que também conta com esse recipiente de água. Justamente por isso, é importante ter alguns ralos sifonados na sua casa.

Esses tipos de ralo só podem ser usados para coletar águas da lavagem de pisos e chuveiros. No caso de uso em lavanderias, para recolher o esgoto da máquina de lavar, por exemplo, onde existe a possibilidade de formação de espuma, é importante optar por uma caixa sifonada com dispositivo antiespuma.

A caixa sifonada é o dispositivo destinado a receber o esgoto dos ralos, dos aparelhos sanitários ou da lavagem dos pisos.

Ralo seco

Outra opção de tipos de ralo é o ralo seco. Ele não conta com a curvatura do ralo sifonado, parte que justamente permite manter um pouco de água no seu interior. Dessa forma, a água passa pela caixa receptora e vai direto para o sistema de esgoto.

A principal vantagem desse ralo é que o escoamento de água é mais rápido do que no modelo anterior, porém pode existir o retorno de cheiros indesejados. Para evitar essa situação, a principal dica é, de vez em quando, jogar um pouco de água na tubulação.

Por conta dessa característica do retorno de odores quando não recebe água, é que o ralo seco está mais indicado para áreas constantemente úmidas, como é o caso do chuveiro. Caso o problema com o mal cheiro persista, o ideal é chamar um encanador da Getninjas para te ajudar. 

Ralo linear

Inicialmente, o ralo linear era um dos tipos de ralo mais usado em ambientes externos, como próximos à piscinas ou nos quintais, captando de maneira mais eficiente a água das chuvas ou da piscina.

Com o tempo, esse tipo de ralo passou por algumas modificações e começou a ser usado também nos banheiros em versões mais “estilosas” e funcionais, com tampas e lisos na parte de cima.

A sua diferença básica está no comprimento (que é maior do que os ralos tradicionais). Dentro dos ralos lineares há uma grade que impede a passagem da sujeira e, na sua base, não existem emendas.

Além disso, o ralo linear não precisa ser instalado muito fundo no chão, como o ralo externo que costuma ficar abaixo do nível do piso.

Como dissemos, atualmente esse é o ralo mais usado nos banheiros porque, além de ser mais bonito, ele escoa melhor a água e não permite que pedaços de sabonetes, fios de cabelo e outros itens acabem caindo no encanamento.

Outra informação importante é que o ralo linear funciona como o ralo sifonado, então, ele também não permite o retorno de maus odores.

Além dos banheiros, esse ralo pode ser usado em varandas, áreas de serviço e outras áreas molhadas da casa. E também em ambientes comerciais, como restaurantes, cozinhas industriais, supermercados, padarias e outros que precisam seguir as normas da Vigilância Sanitária.

É possível encontrar modelos em inox ou em plástico.

Grelhas

As grelhas são os tipos de ralo externos mais conhecidos – e muitas pessoas podem confundi-las com os ralos lineares, já que contam com um design relativamente semelhante.

Elas têm a função de captar a água da chuva e, como precisam de um escoamento bem rápido, não contam com a caixa sifonada.

Quais os materiais e outros itens importantes sobre os ralos?

Além de entender os tipos de ralo, você ainda precisará considerar outros pontos na hora de fazer a sua escolha, como o material do qual ele é feito e a presença ou não de tampa.

Por muito tempo, as únicas opções em termos de ralos eram os redondos de plástico ou inox. Apesar de esses modelos apresentarem um bom custo-benefício, hoje existe uma série de possibilidades diferentes, que ajudam a “disfarçar” a presença do ralo no ambiente.

Entre os mais modernos está o ralo quadrado click. Esse é um ralo feito em inox e que conta com uma espécie de “tampa cega” que abre quando é pressionada pelos pés, apenas para escoar a água, e se fecha ao ser pressionado novamente.

Se você não gosta dos ralos à vista, uma opção é usar um ralo quadrado ou linear camuflado – que permite colocar o próprio piso de acabamento.

Em relação aos formatos os ralos podem ser: quadrados, retangulares, redondos ou lineares e com inúmeras dimensões. As mais comuns são: 10 x 10 cm, 15×15 cm e 20x20cm.

Além do plástico e do inox, você poderá encontrar ralos em ABS, polipropileno, alumínio, aço inox, ferro fundido ou bronze. Mais do que apenas beleza, o material é que ajudará a prolongar a durabilidade do ralo – por isso os modelos em aço inox e ferro fundido são os mais usados por quem busca resistência.

Tampas

A tampa é um item fundamental e presente em vários tipos de ralo. É por ela que a água entrará, então, seu formato acaba influenciando diretamente o tempo de escoamento.

As tampas “furadinhas” permitem que a água passe livremente, já nas cegas você terá que abrir e fechar a cada uso. Considere, além da facilidade de uso e de escoamento de água, o que a tampa irá filtrar. Por exemplo, os modelos para banheiros precisam filtrar pequenas sujeiras e fios de cabelo e impedir o acesso de animais como ratos e baratas.

Como instalar os diferentes tipos de ralo?

ferramentas uma ao lado da outra
Os tipos de ralo pedem instalações específicas, portanto, obtenha as ferramentas corretas para cada modelo de ralo.

Para instalar um ralo, é preciso, primeiro, definir a sua localização. O ideal é que ele fique em um lugar no qual a água consiga chegar (sem a presença de obstáculos) e que esteja protegido de várias pisadas. Ou seja, distante das áreas de caminhadas frequentes, como na frente da pia do banheiro. Isso porque, mesmo escolhendo materiais resistentes, os ralos não aguentam o trânsito frequente e constante.

O piso também poderá influenciar na escolha do ralo. Se você usar um piso de grandes dimensões (45 x 45cm ou 60×60 cm) em uma área muito pequena, o caimento até os ralos menores (de 15x15cm, por exemplo) será dificultado e isso fará com que você tenha problemas no escoamento.

Nessas situações, o mais indicado é usar o ralo linear, que é fácil de instalar e conta com um funcionamento mais eficiente, já que fica no canto da parede e exige que todo o piso seja assentado com o caimento em um só sentido.

Aliás, é importante que você solicite ao seu pedreiro que ele realize as caídas no piso para que elas escoam a água em direção aos ralos.

Outro cuidado essencial é com a vedação em volta do ralo. Como a sua instalação exigirá recortes no piso, o rejunte precisará estar sem nenhuma fresta e é preciso aplicar um pouco de silicone entre o ralo e o piso para intensificar a vedação.

No caso de instalação de ralos em imóveis na fase de construção, a questão é mais simples. Afinal, bastará planejar e instalar os ralos, conectar os tubos de esgoto e colocar os ralos. A dica é prestar atenção nas juntas e sempre usar conexões adequadas para evitar vazamento.

Depois de instalado, jogue água para testar o caimento e também para verificar se não existem vazamentos.

Já quando o imóvel está sendo reformado e haverá a troca do piso (com a instalação de piso sobre piso), é possível que a boca do ralo fique mais alta. Nesse caso, será preciso colocar uma emenda no tubo do ralo – então, não se esqueça de impermeabilizar a emenda do tubo do ralo.

Quais os outros cuidados com os ralos?

Seguindo essas orientações, dificilmente você terá problemas com os ralos da sua casa. Mas é preciso sempre mantê-los limpos, porque mesmo o ralo sifonado, se não for limpo adequadamente, poderá causar maus odores.

Então, não se esqueça de, periodicamente, recolher os fios de cabelo acumulados, remover as gorduras e os restos de sabonete. Outra dica é usar água quente para lavar os ralos adicionada de cloro ou água sanitária.

Você também poderá abrir o ralo e lavá-lo com detergente, esfregando com uma escovinha e enxaguando bem.

Depois de ler todas essas informações, ficou mais fácil entender as diferenças entre os vários tipos de ralo? Já sabe qual é o mais indicado para a sua casa? Veja as opções de ralos disponíveis no nosso site e aproveite para conferir nossas dicas de reformas e materiais de construção!

Para saber mais sobre construção, que tal assinar nossa newsletter e receber conteúdos de qualidade sem sair de casa?!

Contrate um ninja