Ter alguns tipos de ferramentas em casa pode te salvar um bom dinheiro e ainda poupar tempo. Pequenos reparos podem ser feitos por você mesmo, sem esperar que alguém possa te atender e sem pagar nada.

É claro que serviços complexos e que podem trazer riscos à segurança devem ser executados apenas por profissionais qualificados. No entanto, você ainda pode executar muitos pequenos reparos.

Para isso, basta ter os objetos certos e muita boa-vontade! Veja a seguir os tipos de ferramentas que todo mundo precisa ter em casa.

Por que ter ferramentas em casa?

Alguns pequenos problemas em casa podem se tornar um pesadelo se não forem resolvidos rápido. O bom é que, muitas vezes, eles são simples de solucionar.

Atualmente, você não precisa ser nenhum grande expert e nem ter habilidades de mestre, basta ter os tipos de ferramentas certos. Afinal, existem muitos truques e dicas em blogs e no YouTube que você pode seguir para aprender a fazer pequenos reparos.

Além de arrumar algo que não esteja funcionando bem, você pode entrar na onda do DIY, ou Faça Você Mesmo. Com criatividade e alguns inspirações, você pode mudar a decoração da sua casa de forma barata e fácil.

Você também pode instalar suportes e outros itens, pendurar quadros e montar pequenos móveis se tiver as ferramentas certas em mãos. Portanto, não precisa ter medo! Monte seu kit de ferramentas e comece a se aventurar em casa. Mas lembre-se que a segurança vem sempre em primeiro lugar!

Tipos de ferramentas para ter na sua casa

Conheça, a seguir, os principais tipos de ferramentas para manter sempre perto de você e para que eles servem.

Jogos de chave

As chaves são um dos tipos de ferramentas mais básicos e simples de manusear, mas nem todo mundo sabe a diferença entre todas elas. Confira agora!

  • Chave de fenda — o modelo mais simples, é usada para parafusos que têm apenas uma abertura em linha reta;
  • Chave Philips — chamada também de cruzada, essa chave é usada em parafusos que têm duas aberturas centrais que formam uma cruz (ou estrela);
  • Chave Allen — usada para apertar parafusos que têm uma abertura em forma de hexágono na parte interna da cabeça;
  • Chave de boca — é aquela que tem uma abertura de cada lado, num formato parecido com uma boca aberta. O nome correto é chave fixa, e ela serve para apertar parafusos que têm a cabeça sextavada. Ao contrário das que já foram citadas até aqui, a chave de boca é usada na parte externa da cabeça do parafuso;
  • Chave inglesa — é parecida com a chave de boca mas, em vez de ser fixa, ela tem a abertura ajustável. Dessa forma, a mesma chave pode ser usada para parafusos de tamanhos diferentes;
  • Chave de roda — é aquela que utilizamos para desapertar os parafusos da roda do carro. Ela tem a forma de um hexágono que se encaixa na cabeça do parafuso sextavado e um cabo em curva que facilita o aperto e o desaperto.

Martelo

Nem precisamos nem explicar, não é mesmo? Martelo é um dos tipos de ferramentas que todo mundo conhece, e não tem muito segredo para usar.

Para reparos de itens mais delicados, opte por um modelo mais leve ou até mesmo um martelo de borracha. Já para os pregos maiores ou materiais mais rígidos, você terá que empregar mais força e manusear um modelo mais pesado.

Pregos e parafusos

Falando em chaves e martelo, não podemos esquecer dos acessórios para utilizar esses tipos de ferramenta. Tenha alguns pregos, parafusos e buchas de tamanhos variados para que você tenha material para trabalhar num pequeno reparo ou na instalação de algum item.

Tipos de ferramentas de medição

Se você quiser comprar um móvel ou um objeto de decoração, é sempre bom medir a área disponível na sua casa para que o item não fique desproporcional. Para acertar na medida, é bom contar com uma trena, fita métrica ou fita metálica de medição.

Alicate

O alicate é outro item básico e que não pode faltar em nenhum kit de ferramentas. Ele é extremamente útil se você precisar segurar algo com firmeza, fixar alguma peça, cortar um pedaço de arame ou até mesmo desemperrar algo que esteja travado. 

O alicate universal é um bom começo, já que ele é bem prático e simples. Alicate de pressão, de corte e de bico também são tipos de ferramentas bem úteis.

Fita isolante

A fita isolante, aquela fita preta, é usada para isolar conexões e cabos elétricos. Ela pode ser usada, por exemplo, se o cabo de algum eletrodoméstico começar a desencapar ou se houver alguma ponta de fio solta. 

No entanto, aqui não dá para improvisar demais. Se o estrago for muito grande, é melhor trocar completamente o cabo ou contratar um profissional especializado em instalações elétricas para reparar o fio danificado.

Para contratar um profissional especializado de qualidade, o Toca Obra conta com a parceria do GetNinjas. Faça um orçamento grátis e contrate o serviço que sua obra precisa.

Spray lubrificante

O spray lubrificante é um item multiuso e pode ajudar a eliminar rangidos, liberar parafusos oxidados ou travados e até mesmo limpar e proteger superfícies.

Sabe aquela porta que está fazendo barulho ao abrir e fechar? Muitas vezes, ela só precisa de uma pequena quantidade de spray lubrificante para parar de te incomodar.

Serrinha ou serrote

Esses tipos de ferramentas são usados principalmente para cortar madeiras, mas também estão disponíveis para outros materiais, como plástico e metal. Alguns modelos também podem ajudar na poda de árvores.

Além das serras e serrotes, você também pode ter outros tipos de ferramentas de corte mais simples como um estilete e uma boa tesoura.

Fita veda rosca

A fita veda rosca é aquela fita branca feita de um material plástico bem fino que serve para fazer a vedação de tubulações. Ela deve ser enrolada ao redor da rosca algumas vezes antes de fazer a conexão. Com o aperto, ela se encaixa entre os espaços livres e faz a vedação, impedindo a passagem de água ou gás. 

Ela pode ser muito útil quando há pequenos vazamentos em uma conexão hidráulica. Por exemplo, na saída de água da máquina de lavar, onde é comum surgir um vazamento que pode ser resolvido com essa fita.

Resina e outros materiais colantes

As resinas servem para fixar, soldar ou vedar superfícies. O material é misturado com um pouco de água e moldado da forma que você precisar. A resina e outros materiais colantes são ótimos para reparos rápidos feitos para disfarçar estragos e quebras em objetos e superfícies.

Além da resina, você pode ter outros tipos de materiais colantes como cola de secagem rápida, fita crepe, Preg Fácil, fita dupla face e cola para madeira.

Furadeira

A furadeira é uma ferramenta para quem já tem um pouco mais de prática, mas também não é nenhum bicho de sete cabeças. Utilize as brocas certas dependendo do material a ser furado.

Lembre-se, ainda, de conferir se parede é segura para furação, afinal, ninguém quer atingir nenhuma tubulação e causar um vazamento.

Material para pintura

Complete o seu kit com os tipos de ferramentas voltados para a pintura. Você pode precisar deles tanto para fazer um reparo em uma pintura danificada quanto para mudar completamente a cara da sua casa, de um quarto ou de uma sala. Os tipos de ferramenta para pintura mais comuns são:

  • pincéis de rolo, feitos de diferentes materiais;
  • pincel trincha, aquele pincel pequeno usado para acabamentos;
  • espátulas;
  • desempenadeira;
  • lixas;
  • lona, papel e fitas para proteger as áreas que não devem receber tinta;
  • bandejas e mexedores para misturar as tintas.

É claro que você não precisa adquirir todos esses tipos de ferramentas ao mesmo tempo. Você pode começar aos poucos e ir aumentando a sua coleção. Depois de um tempo, ela poderá até mesmo agregar um valor sentimental.

Cuidados com a segurança ao manusear ferramentas em casa

Todos os tipos de ferramentas têm suas recomendações para garantir a segurança de quem está usando. De um modo geral, tenha cuidado ao manusear objetos cortantes, pontiagudos e pesados. Se necessário, utilize uma luva de proteção.

Além disso, utilize as ferramentas apenas para as atividades a que elas são destinadas. Por exemplo, nada de usar chave de fendas para bater em pregos — para isso, use o martelo. Outros tópicos que merecem atenção especial são eletricidade e altura. Tome as devidas precauções, por exemplo:

  • antes de abrir ou desmontar qualquer aparelho eletrônico ou tomada, tenha certeza de que a energia está desligada;
  • ao tentar reparar chuveiro elétrico — por exemplo, trocando uma resistência — certifique-se de desligar a chave geral dele;
  • respeite as orientações dos fabricantes sobre o uso de adaptadores de tomada e extensões elétricas;
  • não tente prolongar a altura máxima de escadas utilizando outros acessórios;
  • não tente fazer reparos em locais altos, por exemplo, do lado de fora de uma janela, sem estar devidamente ancorado.

Como vimos, ter alguns tipos de ferramentas em casa pode ser muito útil. Qualquer pessoa pode melhorar uma decoração, fazer pequenos reparos e resolver aquela torneira vazando, um parafuso que está faltando ou uma cadeira danificada. Desde que você tome cuidado com a segurança, não há por que ter medo das ferramentas!

Não deixe de se cadastrar na newsletter do Toca Obra para receber no seu e-mail todas as novidades e dicas do nosso blog!

Ficou com vontade de colocar a mão na massa? Vá em frente e depois nos conte suas experiências.

Contrate um ninja