Muitas vezes durante uma reforma ou projeto de interiores deixamos de lado alguns pequenos detalhes que, apesar de muito importantes, são os últimos a serem considerados. Os tipos de cubas para banheiro são bons exemplos.

Indispensáveis, estes elementos possuem a capacidade de complementar o visual do ambiente, fazendo com que o espaço ganhe mais beleza, personalidade e, claro, o máximo de funcionalidade a depender da sua escolha.

Para tanto, é interessante tomar alguns cuidados ao longo desse planejamento — que vão desde a escolha entre os tipos de cubas, até conferir as dimensões exatas da área onde a cuba será instalada.

Justamente por isso preparamos este conteúdo exclusivo, a partir do qual você poderá tirar suas dúvidas para arrasar na escolha e construir um cômodo impecável. Se interessou? Continue acompanhando e tome nota das nossas dicas!

A diferença entre cubas e lavatórios

“Eita… eu nem sabia que existia diferença! Tem?” — É o que a gente mais ouve por aí. Para quem não sabe, a cuba é costumeiramente instalada sobre uma bancada. Há ainda algumas situações em que o modelo precisa de uma estrutura extra para que possa ser fixado.

O lavatório, por sua vez, não possui essas necessidades. Considerado um elemento mais simples, deve ser integrado em banheiros ou lavabos com pouco espaço e não precisa de bancadas ou armários na parte inferior da pia.

Quais são os tipos de cubas disponíveis atualmente?

Fotografia que dá destaque para uma cuba de banheiro, a qual está em frente a um espelho, há uma planta ao seu lado também.
Conhecer os diferentes tipos de cubas é importante na hora de escolher o ideal para seu banheiro.

Antes mesmo de escolher o modelo ideal para o seu projeto, é fundamental conhecer os diferentes tipos de cubas disponíveis no mercado. Com essas informações você terá mais facilidade para identificar a opção que se encaixa no seu estilo e está preparada para suprir suas necessidades rotineiras. A seguir, mostramos quais são elas.

Cuba de apoio

As cubas de apoio estão entre os tipos de cubas mais conhecidos atualmente. Elas costumam ficar totalmente dispostas sobre uma bancada e, por essa razão, necessitam de mais espaço para a instalação. 

Banheiro que possui uma cuba de apoio.
Fonte da imagem: Pinterest

É um produto que pode ser utilizado em banheiros ou lavabos, além de ser encontrado nos mais variados modelos. Caberá a você encontrar aquele que melhor conversa com o seu gosto de design.

Dica bônus

Decidiu optar por essa alternativa? Então procure instalar a bancada em uma altura mais baixa do que a comum. Desta forma será mais fácil usufruir do local, já que a maioria das cubas são bem altas.

Cuba de sobrepor

Esse modelo apresenta a borda acima do tampo, detalhe que garante um diferencial extra para a bancada e todo o espaço.

Vale lembrar que essas versões não são muito profundas e, logo, exigem menos espaço que os outros tipos de cubas. Elas também estão no meio do caminho entre a simplicidade e a modernidade, sendo um prato cheio para quem adora composições discretas.

Cuba de embutir

Outra opção interessante é a cuba de embutir. Com um visual clean e contemporâneo, o modelo é recomendado para pessoas que gostam de aproveitar a parede na hora de decorar o ambiente.

Ao investir na ideia, você ainda terá a possibilidade de utilizar diferentes revestimentos, alcançando um resultado ainda mais interessante. Dos materiais que combinam bem com a proposta estão as pastilhas, os azulejos e os papéis de parede.

Detalhe de um banheiro que mostra a pia, com duas cubas de embutir, um vaso de plantas e espelhos.
Fonte da imagem: Pinterest

A vantagem desse modelo em relação aos outros tipos de cubas é que a peça não demanda muita manutenção e, tampouco, acumula sujeira — o que facilita (e muito!) a rotina dos moradores.

Só tenha atenção com a metragem do local. Por ser embutido, o modelo precisa de mais espaço, especialmente na parte inferior da bancada.

Cuba de semiencaixe

A cuba de semiencaixe, como o nome já diz, é uma peça que fica encaixada apenas pelo fundo. Perfeita para banheiros e lavabos pequenos, essa alternativa apresenta uma espécie de borda na parte de cima do lavatório, tanto nas suas laterais quanto no fundo.

Cuba de semiencaixe quadrada.

Já a frente da peça conta com uma saída mais proeminente, assegurando um visual autêntico e sofisticado. Caso deseje investir nessa versão, também é ideal incluir uma bancada com, no mínimo, 35 centímetros de profundidade, além de uma torneira previamente fixada à parede. Juntos, esses detalhes são ótimos para ocupar menos espaço e otimizar a metragem.

Cuba esculpida

Conhecido como cuba de válvula oculta ou “montada”, o modelo “esculpido” se destaca por conseguir esconder o seu ralo por meio de uma placa produzida a partir do mesmo material que o restante da peça.

Inovadora, a versão pode ser instalada em todos os tipos de banheiro, sejam grandes ou pequenos. Também é uma boa solução para quem está em busca de um design atrativo e que, ao mesmo tempo, consiga fornecer facilidade aos moradores.

Como escolher o modelo ideal?

Pessoa limpando uma cuba de banheiro.
Na hora de escolher entre os tipos de cubas, é importante considerar os cuidados necessários na limpeza de cada material.

Agora que você já está por dentro dos principais tipos de cubas para banheiro e lavabo, deve estar se perguntando: “como saber qual é a versão correta para o meu projeto?”.

Bem… antes de tomar uma decisão, vale a pena considerar alguns fatores essenciais e que farão toda a diferença no resultado dessa instalação. Confira:

O material

Esse detalhe pode até parecer supérfluo, mas o material da cuba consegue impactar diretamente a vida dos moradores de uma residência. Conforme o produto escolhido, será preciso tomar certos cuidados, envolvendo, inclusive, a limpeza do local.

Para exemplificar, vamos destacar o mármore — uma alternativa clássica, nobre e que vem marcando presença há muitas décadas no universo da decoração. No caso das cubas, ele deve ser usado somente nas versões esculpidas e em cômodos que são utilizados de forma esporádica, já que a higienização da peça exige muita cautela.

Nos espaços de uso contínuo, porém, a dica é investir nas cerâmicas com design arredondado. Práticas e com visual extremamente natural, elas facilitam a manutenção e conversam bem com os mais variados estilos de decoração.

O tamanho do ambiente

O tamanho do cômodo é outro fator que não pode ficar de fora do seu planejamento. Para não ter dor de cabeça no futuro, é imprescindível escolher uma cuba que se encaixe às metragens do banheiro ou lavabo. Caso contrário, os moradores e convidados não terão praticidade ao executar suas tarefas, tornando essa experiência um tanto incômoda.

Não deseja que isso aconteça? Antes de escolher entre os tipos de cubas, confira as medidas da área onde será realizada a instalação.

Como uma forma de aproveitar ao máximo um cômodo pequeno, prefira investir nas versões de semiencaixe, que conseguem usufruir de toda a profundidade da bancada. Entretanto, se o banheiro for amplo, você pode apostar em alternativas maiores, mais suntuosas e que consigam intensificar o tipo de decoração.

As medidas da cuba

Infelizmente, não há uma medida exata para ser seguida durante a instalação da cuba. Ainda assim, você pode recorrer a um cálculo básico, sempre contando a partir da borda da peça. Em linhas gerais, será interessante medir desde a ponta mais alta do modelo até o piso.

Para ter o máximo de praticidade, o melhor caminho é que a altura da bancada apresente em torno de 80cm a 90cm — mas essa medida também pode variar, de acordo com a altura das pessoas que frequentam o local.

O que está em alta

Por último, considere analisar os tipos de cubas que estão fazendo sucesso no mercado — ainda mais se a ideia for criar um ambiente moderno, estiloso e capaz de encantar os convidados. Nas últimas temporadas, as versões de destaque são as com acabamento escurecido, que é o caso das em preto, grafite, verde-musgo ou marrom.

Também há a possibilidade de investir em outras opções, como as cubas produzidas de maneira sustentável e artesanal, que são normalmente feitas a partir de matéria-prima reciclada.

Viu só? Após a leitura sobre os tipos de cubas, vai ser fácil identificar o modelo ideal para o seu projeto. Com tudo finalizado, temos certeza de que você terá um cômodo bonito e extremamente funcional.

Caso tenha gostado do post, aproveite o momento e compartilhe o link nas suas redes sociais. Os seus contatos também merecem se atualizar a respeito do tema!

Não deixe, também, de se cadastrar em nossa newsletter para continuar recebendo mais conteúdos como esse e ficar por dentro das novidades do Toca Obra! Comenta aí embaixo o que você achou do post.

Contrate um ninja