Seja para comemorar uma data, seja para celebrar uma conquista ou, simplesmente, para reunir a família e os amigos, um churrasco é sempre uma ótima pedida. O brasileiro aprecia uma boa carne assada e curte esse ritual de receber pessoas queridas para compartilhar uma refeição saborosa.

Por isso, ter uma boa churrasqueira em casa é requisito obrigatório para muitos moradores. É tão verdade que até os apartamentos já estão sendo projetados com varandas gourmet e churrasqueiras. 

Mas uma coisa é fato: ter cuidado na instalação e no acabamento da churrasqueira é fundamental para garantir o sabor e a qualidade do que está sendo preparado. Mais do que isso: ao escolher os materiais certos para o revestimento interno para churrasqueira você garante a durabilidade dela e evita dores de cabeça com manutenção.

Quer saber como escolher o material perfeito para o seu projeto? Avance na leitura do artigo e descubra os aspectos funcionais e estéticos que você deve considerar na hora seleção!  

Tipos de revestimento interno para churrasqueira

O mercado dispõe de uma variedade imensa de opções de revestimento. Com projetos cada vez mais ousados e criativos, arquitetos mostram que é possível fazer diferente. Tudo pensado para atender às demandas de cada cliente com as melhores soluções para a área de lazer de cada um.

Mas, afinal, como inovar no revestimento interno para churrasqueira sem errar na escolha? Quais os tipos disponíveis no mercado? E quais critérios devem ser avaliados para escolher a solução ideal?

Para ajudá-lo a buscar essas respostas, apresentamos a seguir 8 revestimentos usados nos projetos de área gourmet com churrasqueira. Confira as características e vantagens de cada material e decida qual é o ideal para o seu caso:

Tijolinhos

Dentre todos, certamente, esse é o elemento mais clássico e já caiu na preferência dos donos de churrasqueiras. É um revestimento que alia durabilidade e versatilidade, com uma ampla diversidade de cores.

Antes de escolher esse material, é importante saber que os tijolinhos não são indicados para ambientes úmidos. Quando aplicados como revestimento interno para churrasqueira, eles conferem um ar rústico para o projeto e podem ser combinados com azulejos e madeira. 

Cerâmica

A cerâmica se destaca por ser um material bastante usado para revestir churrasqueiras. Isso porque ela tem características atrativas como custo acessível, aplicação simples e limpeza fácil. 

Além disso, proporciona um acabamento moderno e sofisticado, seguindo a mesma linha dos projetos que usam madeira, pedras e tijolinhos. 

Alvenaria 

Ambiente interno com uma churrasqueira com um revestimento interno de alvenaria.
Fonte: Viva Decora.

Essa é uma tendência que vem ganhando cada vez mais adeptos. Quando a alvenaria é escolhida como revestimento interno para churrasqueira, o cimento queimado garante um ar moderno e contemporâneo para o projeto. Poder ser aplicado ainda em ambientes com design rústico e industrial.

O cimento queimado também garante praticidade na hora da limpeza. Basta usar detergente neutro, água morna e pano limpo: simples assim!

Porcelanato

Churrasqueira com um revestimento externo de porcelanato.
Fonte: Pinterest

Além da alvenaria, o porcelanato é outra tendência que vem ganhando espaço. Esse material agrega uma série de benefícios para o ambiente, como durabilidade, sofisticação e facilidade na limpeza.

A diversidade deste tipo de revestimento interno para churrasqueira é outro diferencial. São muitos tons disponíveis no mercado: um deles irá casar com o seu projeto.

O porcelanato também tende a trincar e dilatar menos, garantindo um ótimo custo-benefício.

Pastilha 

Exemplo de churrasqueira de pastilhas.
Fonte: Viva Decora

As pastilhas podem ser consideradas novidades nas áreas gourmet com churrasqueira. Para quem deseja personalizar o projeto é a escolha perfeita. Isso porque a variedade de cores, tamanhos e materiais é imensa.  

As pastilhas de vidro, especialmente, se destacam pela facilidade na limpeza e pelo acabamento alegre e moderno. Já as pastilhas de porcelana, indicadas para ambientes úmidos, também podem ser usadas para revestir a churrasqueira. Isso porque possuem alta resistência às variações de temperatura.

Pedra

Três exemplos revestimento interno para churrasqueira feitos de pedra.
Fonte: Churras Lovers

Como as pedras são materiais mais naturais, extraídos da natureza, elas agregam um ar mais rústico ao projeto de revestimento interno para churrasqueira. Além disso, as opções são muitas. Com uma variedade tão grande, certamente alguma delas irá garantir harmonia para o seu projeto.

Antes de optar por essa alternativa, é importante saber que as pedras exigem mais cuidado na limpeza, já que são porosas e tendem a acumular gordura. Contudo, garantem a vantagem de manter o calor por mais tempo, sendo perfeitas para o revestimento interno para churrasqueira.

Granito e Mármore

Exemplo de churrasqueira revestida de granito.
Fonte: Casa do Granito

Esses são materiais coringas perfeitamente aplicáveis na maioria dos projetos. Para quem busca praticidade na hora da limpeza, sofisticação e beleza, certamente é uma das melhores opções. Contudo, o custo pode ser um pouco elevado, dependendo da tonalidade escolhida. 

Dê preferência para granitos de tons mais escuros. Isso porque quanto mais clara a tonalidade, maior a chance do granito absorver manchas de gordura e de bebidas.

Se for usar materiais sintéticos ou quartzos, tenha o cuidado de não instalar em ambientes externos com exposição ao sol. Evite também usá-los próximo à grelha, ou seja, em contato com o fogo.

Madeira

Churrasqueira revestida de madeira.
Fonte: Pinterest

Pode até parecer que madeira não cabe como um revestimento interno para churrasqueira. De fato, esse é um elemento que vem sendo utilizado há pouco tempo neste tipo de projeto. Mas tem tudo para fazer sucesso: é original e pode ser aplicada tanto em ambientes rústicos quanto modernos.

Aqui vale um cuidado importante: é necessário avaliar se a churrasqueira está instalada em um local úmido e com alta exposição ao sol. Neste caso, a tendência é que a madeira apodreça e escureça. Se for esse o caso, para evitar desgaste e prejuízo, é interessante escolher outro material.

Se optar por esse revestimento, para ter a garantia de uma alternativa mais resistente, invista na madeira de demolição.

Como escolher a melhor opção?

Devido às altas temperaturas, internamente, o revestimento para churrasqueira não varia muito. 

Ao redor das grelhas e da área reservada para depósito de carvão ou para o bocal a gás, o mais indicado é usar tijolo refratário com argamassa adequada para garantir maior resistência e evitar a queda do revestimento.

Atualmente, os modelos mais recentes usam placas de metal inox como revestimento interno para churrasqueira. Contudo, vale lembrar que esse material exige um cuidado extra na limpeza após cada churrasco.

Caso você decida colocar um acabamento de granito ou mármore na boca da churrasqueira, use argamassa AC3. Ela garante maior resistência às altas temperaturas, evitando o descolamento do granito ou mármore.

4 cuidados na hora de selecionar o revestimento interno para churrasqueira

Na hora de selecionar o revestimento interno para churrasqueira é preciso pensar muito além do acabamento e da sofisticação proporcionada ao ambiente.

Existem uma série de atributos do material que você deve conhecer e avaliar: durabilidade, porosidade e resistência são apenas alguns dos requisitos que precisam estar entre os critérios de avaliação do revestimento.

Além disso, é importante ter alguns cuidados valiosos neste processo. A seguir, apresentamos 4 dicas que podem ajudá-lo a escolher o material perfeito para o seu projeto! 

1 – Verifique a resistência dos materiais 

A beleza não é o único critério a ser avaliado. O revestimento interno para churrasqueira também precisa ter alta resistências às altas temperaturas da churrasqueira. Além disso, é importante que o material não seja muito poroso. Assim, é possível evitar manchas de gordura aderidas. 

2 – Tenha certeza que o material não é inflamável

Acima de qualquer outro critério, a segurança da sua casa precisa estar em primeiro lugar. Por isso, certifique-se que o material escolhido como revestimento interno para churrasqueira não é inflamável. Pode parecer óbvio, mas muitos clientes escolhem materiais inadequados para essa finalidade por falta de orientação correta ou descuido.

3 – Confira as orientações do fabricante

Uma vez escolhido o material, busque conhecer as orientações fornecidas pelo fabricante. Alguns tipos de revestimento podem sofrer desgaste, além do natural, diante da exposição à umidade e ao sol. Portanto, para evitar prejuízo e dor de cabeça, é importante checar se o revestimento é, de fato, indicado para uso na churrasqueira também. 

4 – Busque ótimos profissionais

Dependendo do tamanho do seu projeto, vale a pena, sim, contratar um arquiteto para ajudá-lo a planejar sua área gourmet. Ele conhece as características de cada material e pode indicar o revestimento interno para churrasqueira perfeito para o seu projeto. 

Além disso, esse profissional tem criatividade e olhar treinado para fazer ótimas combinações, compondo a decoração do seu espaço de lazer com estilo e equilíbrio.

Para a aplicação do revestimento também vale a pena contar com mão de obra especializada. Quando os profissionais conhecem as técnicas para trabalhar com o material escolhido, a qualidade do acabamento tende a ser superior.

Qual a melhor maneira de fazer a manutenção da churrasqueira?

Muito bem! Com a churrasqueira revestida e o ambiente gourmet decorado, você já inaugurou esse espaço, recebendo os convidados com um delicioso churrasco. A dúvida agora é: como manter a churrasqueira perfeita mesmo após o uso?

A verdade é que essa manutenção não tem segredo, mas vai exigir um pouquinho de esforço. Isso porque o principal cuidado é fazer a limpeza da churrasqueira logo após o churrasco. É bem na hora do cansaço!

Mas porque precisa ser nesse momento? Para evitar que a gordura seja absorvida pelo revestimento da churrasqueira. Se isso acontecer, o trabalho de limpeza exigirá muito mais esforço. Portanto, ao terminar o churrasco, sempre retire as cinzas e jogue-as no lixo. Na sequência, continue a limpeza.

Na churrasqueira, passe um pano úmido com detergente e, depois, outro com desengordurante. Espere alguns minutos até o produto agir. Por último, para enxaguar, passe um pano úmido com água. Se considerar necessário, repita o processo. 

Além da limpeza, dependendo do tipo de material, vale realizar uma impermeabilização da churrasqueira. Esse processo irá variar de acordo com o revestimento. Assim, o ideal é consultar as instruções do fabricante ou o profissional responsável pela aplicação do material.

Viu, só? Planejar o seu espaço gourmet e definir o revestimento interno para churrasqueira pode ser mais simples do que você pensa. Seguindo as orientações apresentadas até aqui e contando com a ajuda de profissionais especializados, não tem erro. 

Gostou do artigo e quer receber mais dicas para seus projetos? Assine nossa newsletter e acompanhe as novidades e tendências em construção. Nós, do Toca Obra, sempre produzimos conteúdos exclusivos sobre o tema, para ajudar você.

Contrate um ninja