Reformar a casa é algo que deixa muitas pessoas de “cabelo em pé”. Afinal, são várias as histórias de situações que saíram do controle, estouraram o orçamento e trouxeram mais dor de cabeça do que alegria.

Nesse sentido, o projeto de cozinha dos sonhos pode, facilmente, se transformar em um pesadelo se não for feito com bastante cuidado. O Toca Obra está aqui pra te ajudar, exatamente, com esse ponto.

Confira esse conteúdo completo e saiba como realizar o projeto de cozinha ideal.

A melhor maneira de evitar essas situações problemáticas é com um excelente planejamento. Isso significa um cronograma adequado de cada ação e também um checklist bem feito com os principais produtos e materiais, de acordo com a decoração e as intervenções que serão realizadas no ambiente.

Para isso, é importante ter atenção na hora de comprar os materiais que serão utilizados. O Toca Obra é o lugar ideal para encontrar as melhores opções para deixar sua cozinha com o aspecto desejado sem deixar a qualidade do material de lado.

Está pensando em fazer uma reforma na sua casa? O projeto de cozinha já está pronto e você não sabe por onde começar? Confira as nossas dicas e monte um checklist perfeito para guiar seu orçamento e seu cronograma de ações!

Qual a importância do checklist para as reformas?

As reformas são excelentes para transformar nossas casas, deixando o lar mais moderno, funcional e bonito. Contudo, para não ter dor de cabeça, é essencial planejar muito bem cada etapa.

O primeiro passo é fazer um projeto para o cômodo que será reformado, como o projeto de cozinha, com um profissional experiente. Esse projeto deve estar de acordo com as necessidades e desejos da sua família e também com as características estruturais do cômodo.

A partir desse projeto, você vai poder planejar o cronograma de obras. Separe o projeto em etapas e estipule uma data para que cada fase esteja finalizada, sempre conversando e considerando as opiniões dos profissionais envolvidos.

Com o cronograma em mãos, você vai ter mais facilidade na hora de montar o checklist. Ele deve ser feito para cada fase da reforma e contar com todos os materiais necessários para a execução do trabalho, bem como as quantidades exatas (já considerando o adicional para erros e retrabalhos).

mulher apontando para o notebook e um caderno aberto em cima da mesa
Planejar cada etapa do projeto de cozinha é necessário para uma reforma organizada e eficiente.

O checklist é muito importante em qualquer reforma e vai ajudar você a:

  1. economizar: com ele será mais fácil visualizar todos os produtos que serão necessários em cada fase da reforma, bem como as quantidades, facilitando na hora de realizar diversos orçamentos; (Em sites como o Toca Obra você consegue comparar os preços de diferentes lojistas de materiais de construção em um mesmo lugar)
  2. evitar o desperdício: afinal, você terá como acompanhar o consumo de cada produto, avaliando se está sendo gasto mais do que o necessário e intervindo nos casos de desperdício;
  3. seguir o planejamento: é comum que, ao longo da reforma, o pedreiro e outros profissionais queiram dar ideias diferentes do que está no projeto inicial. Se você tiver um checklist em mãos, será mais fácil manter o plano inicial e garantir que a reforma vai sair como o esperado;
  4. reduzir falhas e esquecimentos: não tem nada pior durante uma obra do que acabar se esquecendo de comprar um item importante. Isso pode gerar atrasos e ainda estourar o seu orçamento, já que pedidos urgentes costumam ser mais caros. O checklist evita esses esquecimentos e ajuda a manter em dia a execução do trabalho e o orçamento;
  5. dar mais agilidade à obra: quando há um planejamento a ser seguido, o trabalho costuma render mais e melhor. Isso significa que seu cronograma estará em dia, já que vocês conseguirão avaliar o que está sendo feito, em qual tempo e o consumo médio de material.

Para que o seu projeto de cozinha seja um sucesso, conte com um profissional qualificado, assim você se livrará de muitos problemas. Portanto, recorra ao auxilio dos Getninjas, que é parceiro do Toca Obra. Faça um orçamento sem compromisso!

Projeto de cozinha: quais as etapas dessa reforma e os produtos mais indicados?

Agora que você já entendeu o que é o checklist e porque ele é tão importante, que tal avaliar o que será necessário para transformar o seu projeto de cozinha em realidade?

Vamos separar a reforma em etapas, indicando as decisões e os materiais mais importantes em casa fase. Confira:

Demolição ou construção de novas paredes

Um projeto de cozinha pode exigir a expansão do ambiente ou a transformação dele. Atualmente, as cozinhas americanas estão muito em alta, elas têm uma configuração diferente das tradicionais, principalmente graças à junção dos ambientes, como da sala de estar, de jantar e a cozinha, com os tradicionais balcões.

Para fazer isso, muitas vezes, você terá que pensar em questões estruturais, isso significa derrubar algumas paredes ou construir outras estruturas, como pilares, vigas de sustentação ou novas paredes.

É claro que, nesse caso, o projeto de cozinha precisa, obrigatoriamente, ser feito por um engenheiro ou arquiteto, já que, se você sair demolindo as paredes da sua casa sem nenhuma análise prévia, pode acabar abalando a estrutura da construção.

Se o engenheiro deu ok para essas ações, será preciso contar com materiais estruturais, como:

Essa lista de materiais vai depender muito do tipo de parede e da quantidade que será feita. No marketplace do Toca Obra você encontra os mais diversos itens para realizar o orçamento do seu projeto.

Outra possibilidade mais simples é a parede de drywall, que é montada com placas de gesso acartonado e instaladas sobre uma estrutura de perfis metálicos galvanizados.

Mais uma alternativa é a wood frame, semelhante ao drywall, mas feita com painéis em chapas OSB e estruturada com montantes de madeira tratada.

O isolamento entre as placas é feita com lã de vidro ou lã de rocha. Também existem as paredes de placas cimentícias, que usam o mesmo perfil das paredes em drywall, mas com parafusos próprios e massa específica para rejunte.

Se for demolir, não esqueça de contratar uma caçamba para todos os entulhos.

Para garantir que o seu projeto de cozinha seja um sucesso, opte por um serviço profissional. No GetNinjas, você encontra um profissional de qualidade para a realização do serviço, basta fazer o orçamento e escolher a melhor opção.

Redes hidráulicas e elétricas

A parte estrutural do projeto de cozinha ainda pode contar com alterações hidráulicas e elétricas, como novos encanamentos, fiações e luzes em locais planejados. O ideal é contratar uma mão de obra especializada nesses itens, já que podem exigir cuidados redobrados.

Em relação ao checklist, tudo vai depender do seu projeto. Em alguns casos, até a caixa de água precisará ser modificada, em outros será preciso apenas investir em novas tubulações e conexões.

Sobre os materiais elétricos, é preciso conversar com o projetista elétrico para entender a quantidade e os tipos de fios usados, tomadas, interruptores, luzes e outros.

Você também poderá ter de adicionar à lista novas torneiras, ralos, trituradores, cubas de pia, entre outros itens que também estão disponíveis no Toca Obra.

Regularização dos pisos

homem utilizando furadeira em um pedaço de madeira
Utilizar os materiais certos na aplicação de cada tipo de pisos é fundamental para um melhor resultado.

Os pisos também costumam ser itens sempre modificados nos projetos de cozinha. Existem várias possibilidades nesses casos, desde retirar o antigo e incluir um novo, como colocar piso sobre piso, sem quebradeira.

De qualquer forma, o que não falta são opções para todos os gostos e bolsos, como porcelanatos, revestimentos cerâmicos, ladrilhos hidráulicos, cimento queimado, porcelanato líquido etc.

Cada um desses pisos necessita de um material diferente e também pode ter custos variados. Em geral, para aplicação de pisos comuns ou porcelanato, você vai precisar de:

O revestimento piso sobre piso é uma ótima maneira de evitar quebra-quebra, mas só pode ser colocado em locais nos quais os pisos estão em bom estado de conservação e não existem outros problemas, como infiltração.

Além desses tipos de revestimento, existem outras ideias que podem ser feitas sem tanta sujeira e quebra-quebra, como:

  • linóleo: é sustentável, econômico e resistente. Hoje existem modelos desenhados, coloridos e bem modernos para as residências;
  • vinílico: é mais barato, a aplicação pode ser feita em apenas um dia, existem diferentes formatos e versões, inclusive opções que imitam a madeira, é um piso resistente à umidade, à sujeira e ao desgaste, além de ser antideslizante;
  • cimento queimado: está em alta na decoração e pode funcionar bem em cozinhas. Nas menores, não precisa de junta de dilatação e pode ter acabamento fosco, mate ou brilhante;
  • tinta epóxi: material de baixo custo que permite pintar o piso ou os azulejos, com grande resistência ao desgaste abrasivo e aos produtos químicos e várias cores;
  • porcelanato líquido: é feito de resina epóxi e tem uma aplicação semelhante ao cimento queimado, sendo impermeável, fácil de limpar e com várias opções de cores.

Azulejos e decoração das paredes

Além dos pisos, os revestimentos para a parede também precisam estar no seu checklist. Eles são fundamentais para modificar o visual da cozinha e trazer um charme extra. Você pode apenas pintar as paredes com tintas especiais ou usar papéis de parede para áreas úmidas.

Além dos tradicionais azulejos, existem outras possibilidades como, painéis de vidro, silestone, ladrilhos hidráulicos, pastilhas e a tinta epóxi.

Como são muitas opções, os materiais usados também podem variar. No caso dos azulejos tradicionais, você vai precisar de:

  • argamassa colante (produto usado para aplicação de peças cerâmicas de revestimento para piso e parede);
  • argamassa para emboço;
  • rejunte;
  • impermeabilizante de juntas;
  • azulejo;
  • faixas de azulejo;
  • espaçadores.

Fique atento em relação à argamassa, porque ela pode ser diferente dependendo do material. As pastilhas, por exemplo, exigem uma argamassa própria e isso sempre deve ser considerado no seu projeto de cozinha.

Bancada

Nenhum projeto de cozinha está completo sem a troca da bancada, não é mesmo? Atualmente, existe uma série de possibilidades nessa área que vão ajudar a deixar sua cozinha com um visual super moderno.

Não leve em consideração apenas o preço na hora de decidir pelo material, pense também na qualidade, durabilidade, facilidade de limpeza e de instalação e na sua decoração.

As pedras ainda são as mais tradicionais, como granito, mármore e limestone, porém, existem opções de pedras industrializadas que estão em alta, trazendo mais facilidade no dia a dia, como nanoglass, marmoglass, silestone, quartzo stone, technistone e empório stone.

Há ainda quem prefira fazer as bancadas com porcelanatos de grandes formatos ou com cimento queimado, trazendo uma diferenciação bem bacana e mais facilidade de manutenção.

Entretanto, para quem não quer errar, o granito é a escolha mais certeira, já que é impermeável, não mancha, tem boa resistência aos riscos, desgastes e impactos e possui uma boa variedade de tonalidades.

Além da bancada, você terá que pensar na forma em que ela será instalada, que pode ser usando uma cantoneira em L (sem mão francesa), cantoneira em L com mão francesa ou perfil de alumínio com tubo galvanizado. O melhor para lhe direcionar nesse sentido é o pedreiro que fará a instalação da peça.

Armários planejados

Os armários planejados também ajudam a dar um novo visual ao espaço e por isso costumam integrar o projeto de cozinha. Eles podem variar muito dependendo do seu estilo e objetivo.

É possível fazer todos os móveis planejados em uma marcenaria ou investir nas cozinhas modulares, em que você tira a metragem do ambiente e compra as peças separadas (balcão, armários, nichos etc.).

A vantagem dessa última opção é o preço que costuma ser mais acessível, contudo os planejados trazem mais personalidade já que são pensados exclusivamente para sua cozinha.

Muitos pontos podem influenciar no valor, como material do qual os armários são feitos, cores, puxadores e itens adicionais, como lixeiras, porta temperos e garrafeiros.

Além desses itens, a sua cozinha ainda poderá ter ilhas, bancadas e outros detalhes que talvez modifiquem esse checklist, por isso, o ideal é sempre montar a sua lista de materiais de acordo com o projeto da cozinha, seguindo as recomendações do seu engenheiro ou arquiteto.

Itens básicos

Já deu para notar que os itens dependem muito do projeto de cozinha que você escolheu, não é mesmo? Os básicos são:

Conclusão

Como você viu, em qualquer obra ou reforma, o checklist é uma etapa importantíssima e no projeto de cozinha isso não é diferente. É claro que o material vai depender muito do tipo de reforma que você vai fazer e das dimensões do ambiente.

Mas, a partir das dicas acima, com certeza você já vai planejar melhor a reforma da sua cozinha, não é mesmo?

botão encontre as melhores ofertas!

Já colocou na ponta do lápis tudo o que é necessário para transformar o seu projeto de cozinha em realidade? Encontre do básico ao acabamento no Toca a Obra e transforme sua reforma com mais praticidade e qualidade!

Aproveite e assine a Newsletter do Toca Obra, e fique por dentro das novidades.

Encontre