A marca, a vazão de água, as opções de temperatura e o design do aparelho são alguns pontos para nos atentarmos na hora de escolher o chuveiro. Entretanto, é crucial nos atentarmos sobre a potência do chuveiro.

Quer entender melhor esse conceito e descobrir como escolher o chuveiro certo para um bom banho? O Toca Obra te ajuda!

O que é a potência do chuveiro e como ela influencia no funcionamento deste item?

A potência elétrica é definida pela rapidez com que um trabalho é realizado. A unidade de medida de potência elétrica é o Watt (W), em homenagem ao matemático e engenheiro James Watts, que aprimorou as máquinas a vapor.

No caso dos equipamentos elétricos, a potência indica o quanto de energia elétrica foi transformada em outro tipo de energia por unidade de tempo. Por exemplo, uma lâmpada incandescente consegue transformar, em 1 segundo, 100 joule de energia elétrica em energia térmica luminosa, por isso ela tem uma potência de 100 W.

A potência do chuveiro é, portanto, uma informação crucial. Afinal, ela indica a capacidade do aparelho de aquecer água em um determinado período de tempo. Além disso, quanto mais potente o chuveiro (e mais tempo ele ficar ligado), maior será o consumo de energia elétrica.

É válido lembrar, ainda, que todos os chuveiros têm a capacidade de elevar a temperatura da água a uma quantidade máxima de graus. Isso significa que se a água chega mais fria ao chuveiro, ela sairá mais fria, e assim sucessivamente.

Por exemplo: vamos supor que o seu equipamento tem a capacidade de subir a temperatura da água em torno de 30 graus. Assim, se ela chega a 10ºC sairá a 40ºC para o banho.

É por isso que os chuveiros contam com os modos inverno/verão ou quente/morno. No verão, ou morno, o chuveiro usa apenas uma parte da sua potência — para que a água não aqueça demais e o banho seja desagradável.

Para saber o número de graus que o chuveiro é capaz de elevar a água, é importante conferir essa informação na embalagem.

Voltagem

Além de conferir a potência do chuveiro, é importante analisar a voltagem do aparelho e conferir se está de acordo com a sua casa antes de fazer a instalação.

Na prática, um chuveiro 220V consegue esquentar um pouco mais a água do que um de 110V – em torno de 1 a 2 graus, o que já pode fazer toda a diferença na hora do banho.

Mas para que o chuveiro funcione corretamente, a rede elétrica precisa ser compatível. No caso de um chuveiro de 110V, a fiação deverá ser mais grossa, já que a quantidade de corrente elétrica que passará pelos fios será maior.

Para conferir para qual consumo a fiação do imóvel está preparada é importante sempre olhar na caixa de luz o valor marcado no disjuntor. O mínimo necessário para uma rede 220V é 25 amperes, enquanto para 110V é de 40 amperes.

Potência do chuveiro: quais as opções disponíveis?

Agora que você já entendeu melhor a importância da potência do chuveiro, que tal descobrir as opções disponíveis no mercado? Vamos ver em detalhes.

Chuveiro 5500 Watts (W)

Esses chuveiros são os mais comuns no mercado. Em geral, eles contam com opções de 3 temperaturas: máxima, intermediária e zero, ou inverno, verão e zero. Nesse caso, tanto para casas 110V como 220V, a potência do chuveiro se manterá em 5500W.

É um modelo mais simples, sem tantas opções de temperatura, mas que pode funcionar bem para pessoas menos exigentes, que vivem em regiões quentes ou que desejam um produto com um custo menor.

Chuveiro 6800 Watts (W)

Esse já é um chuveiro um pouco mais potente e que, normalmente, conta com 4 opções de temperatura: máxima, intermediária 1, intermediária 2 e zero. Para esse modelo, a potência máxima que pode ser vendida é 6800W para 220V.

A grande vantagem é que esse chuveiro oferece um aquecimento mais estável da água, o que torna o banho mais prazeroso. Como ele é bastante potente, dificilmente as pessoas o usarão no nível máximo, o que pode gerar mais economia de energia elétrica.

Chuveiro 7500 Watts (W)

Esses são os modelos eletrônicos de chuveiros. Eles contam com mais modernidade e oferecem um bem-estar ainda maior na hora do banho. Nesse modelo, você não encontrará um botão para a mudança da temperatura, mas sim uma espécie de haste, permitindo que você faça o ajuste ideal para suas necessidades.

Chuveiro 7800 Watts (W)

É o chuveiro mais moderno que existe no mercado. Conta com um design diferenciado e um excelente controle de temperatura da água, com regulagem gradual, oferecendo mais opções para uma temperatura que se ajuste aos seus desejos e necessidades.

Economia de energia

Escolher a potência do chuveiro corretamente, além de trazer mais bem-estar na hora do banho, ainda ajuda a economizar energia.

Em regiões mais frias, prefira por um chuveiro mais potente, que consiga aquecer melhor a água. Já se onde você mora raramente faz frio, um chuveiro mais simples e com potência menor pode ser o ideal.

Além da potência, use com sabedoria o recurso de mudança de temperatura, adequando a potência do chuveiro à temperatura do ambiente. Se o dia está quente, por que usar o chuveiro no modo inverno, com a potência total, gastando ainda mais energia?

Esse cuidado simples pode significar uma redução de 30 a até 70% na conta de energia. Nas regiões onde há uma variação brusca de temperatura, a dica é optar por um chuveiro com comando eletrônico, que melhora o controle de temperatura e ajuda a economizar no fim do mês.

Como escolher o melhor chuveiro elétrico?

É claro que a potência do chuveiro é essencial na hora de escolher o aparelho. Mas além dela, existem outras questões que você deve considerar para encontrar o chuveiro perfeito para a sua casa. Veja as outras dicas que separamos.

Pressão de água

A pressão de água de casas e de apartamentos é completamente diferente – e esse ponto influencia muito no chuveiro a ser escolhido. A pressão hídrica está diretamente relacionada à altura da coluna de água. Assim, quanto mais alta for a edificação, maior será a pressão fornecida.

Por isso, quem mora em prédios de vários andares geralmente pode notar que a pressão de água dos pavimentos mais altos é maior que a dos pavimentos mais baixos – que estão mais próximos à caixa de água.

Já nas residências que recebem água diretamente da rua, normalmente a pressão de água é maior do que naquelas que são abastecidas pela caixa de água.

Se você mora em casa e a pressão de água é fraca, invista em um chuveiro pressurizado ou instale um pressurizador separado (que ajuda a aumentar a pressão de água). Agora, se você mora em prédio ou a pressão na sua casa é adequada, opte por um modelo comum.

Modelo do chuveiro

Os chuveiros podem ser de parede ou de teto – e isso também é importante. Os chuveiros de parede são os mais comuns e são indicados para casos em que a tubulação hidráulica está embutida na parede.

É possível encontrar chuveiros de parede com ou sem tubo – o tubo oferece uma distância maior entre o jato de água e a parede. Caso o seu box tiver um tamanho pequeno, recomenda-se o uso de chuveiros com tubos menores.

O chuveiro de teto permite a instalação no centro do box, aproveitando melhor o espaço. Mas a instalação só pode ser feita caso a instalação hidráulica seja proveniente do teto. Assim, também será preciso a instalação de um forro para esconder essa tubulação.

Uma recomendação dos fabricantes para o uso do chuveiro de teto é que o pé direito do banheiro não seja maior que 2.40m – 2.50m, garantindo um bom jato de água.

Vazão de água

A vazão está relacionada à capacidade de fornecimento de água por minuto, variando de 6 a até 60 litros por minuto. Essa informação, assim como a potência do chuveiro, costuma estar disposta na embalagem do produto.

Lembre-se que, se escolher um modelo com grande vazão, precisará de uma pressão de água adequada. Afinal, se a pressão for baixa e a vazão alta, o jato de água será raso.

Tamanho do espalhador

O espalhador é a peça que conta com os buraquinhos por onde a água sai. No mercado, você encontra chuveiros com espalhadores pequenos, médios e grandes. O tamanho também se relaciona à pressão de água e ao conforto do banho.

Imagem mostrando o tamanho do espalhador do chuveiro, o qual tem relação com a potência do chuveiro.

Quanto maior for o espalhador, maior será a cobertura de água no seu corpo, tornando o banho mais confortável. Mas se você prefere um jato intenso e direcionado, opte por espalhadores menores. O mesmo vale para caso a sua pressão seja pequena e você deseje intensificá-la.

Tipos de jatos

Além dos jatos tradicionais, você poderá encontrar modelos de chuveiros com jatos massageadores, lineares, direcionáveis, em efeito cascata, nebulizadores etc. Sempre considere suas preferências e estilo de vida na hora de escolher o melhor jato.

Limpeza e durabilidade

Por fim, lembre-se de escolher um chuveiro de qualidade e que tenha uma boa durabilidade. Os chuveiros de aço inoxidável são os que têm maior vida útil, porque não enferrujam, são resistentes à corrosão e também às altas temperaturas.

No mercado, é possível encontrar chuveiros autolimpantes, que evitam o entupimento das saídas de água no espalhador.

Chuveiro eletrônico ou multitemperatura: quais as diferenças?

O chuveiro multitemperatura é o chuveiro elétrico tradicional que estamos acostumados. Em geral, esse modelo precisa ser desligado para que possamos regular a temperatura e apresenta opções pré-definidas de aquecimento, variando entre: verão (água morna), inverno (água quente) e desligado (água fria).

Já o chuveiro eletrônico é um modelo que permite o usuário regular o aquecimento da água sem precisar desligar o aparelho e conta com mais opções de temperatura. Ele é ideal para quem deseja um banho personalizado ou vive em regiões com mudanças bruscas na temperatura. Esses chuveiros só são encontrados em potências mais altas.

Conclusão

Como você viu, a potência do chuveiro é uma informação muito importante na hora de escolher o aparelho certo, pensando tanto no seu conforto como na economia de energia. Essa escolha deve considerar suas preferências, a voltagem da sua casa e as características climáticas da região onde você mora.

Além da potência do chuveiro, considere outras questões como a pressão de água, a vazão de água, o modelo do chuveiro, o tipo de jato e a durabilidade do produto e pense se prefere um chuveiro elétrico ou eletrônico.

Agora você já sabe tudo sobre potência do chuveiro? Encontre o aparelho perfeito para banhos mais relaxantes no TocaObra!

Contrate um ninja