O interfone já não é mais um objeto de luxo. Afinal, com os avanços da segurança residencial, ele se tornou uma peça de suma importância, permitindo que os moradores saibam de antemão quem está tocando a campainha de casa ou do prédio – e se desejam ou não receber a visita, aumentando a segurança.

Com tantas pessoas em busca do produto, muitos acabam tendo dúvidas em relação à instalação de interfone. Embora seja possível realizar esse procedimento sozinho, o mais recomendado é sempre contar com ajuda especializada para evitar problemas que comprometam o funcionamento e a durabilidade do interfone.

Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura e confira as dicas que o Toca Obra tem para você!

Por que contratar profissionais para a instalação de interfone?

Como dissemos na introdução, embora seja possível realizar o procedimento sozinho, o mais recomendado é buscar ajuda profissional para a instalação de interfone.

Isso porque, dependendo da parte elétrica da sua casa, precisarão ser feitos ajustes técnicos e, se você não tiver conhecimento na área, eles podem acabar não sendo realizados de maneira adequada.

Se você está procurando por profissionais para fazer a instalação de interfone, a nossa dica é conhecer as opções disponíveis no GetNinjas!

Quais as principais dicas e cuidados antes de realizar a instalação de interfone?

Apesar disso, se você prefere instalar seu interfone sozinho, saiba que existem algumas dicas, cuidados e orientações essenciais, que vão reduzir as chances de erros e de problemas posteriores.

Localização

O primeiro passo para a instalação de interfone é definir onde ele e o porteiro eletrônico ficarão posicionados. O ideal é que ambos, tanto o equipamento interno como o externo, fiquem em um local visível e de fácil acesso, aproximadamente a 1.5m de altura, permitindo que todos da família consigam utilizá-lo.

No caso do equipamento externo, a dica é deixá-lo próximo à campainha, instalado no muro ou no portão de entrada da casa em uma área fácil de ser visualizada e acessada, garantindo que é possível ouvir e conversar com a pessoa na parte de fora da casa.

Pense também em uma área que fique abrigada da chuva e da ação dos raios solares, evitando danificar seus componentes eletrônicos. Para garantir a integridade do aparelho, é possível comprar um protetor.

Na parte interna de casa, é mais comum instalar o interfone na sala ou na cozinha, em um local onde seja possível ouvir a campainha com facilidade e que esteja fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Parte elétrica

Outra dica importante antes de começar a instalação de interfone é verificar todo o percurso que os cabos farão, garantindo que haja tubulação embutida preparada para receber o cabeamento.

Caso não haja essa opção, é possível comprar cabos mais reforçados que podem ser passados pelo lado externo até chegar ao interfone dentro da sua casa.

Ferramentas

ferramentas em cima de uma superfície
As ferramentas utilizadas para a instalação de interfone dependem do modelo e das características da sua casa.

As ferramentas utilizadas dependerão do tipo de interfone que você irá instalar e também das características da sua casa. Em geral, você precisará de:

Tipos de interfone: qual o melhor para minha casa?

Antes de escolher o tipo de interfone, é essencial entender como esse aparelho funciona. Basicamente, ele conta com duas peças: a unidade externa que tem campainha, alto-falante e câmera (no caso dos vídeos porteiros) e a unidade interna, com monofone, tela LCD (se for vídeo porteiro) e comandos para abrir e fechar o portão.

Assim, quando uma pessoa toca a campainha no lado de fora da sua casa, é possível se comunicar com o visitante por meio do sistema de alto-falante do aparelho ou vê-la com a câmera, no caso do vídeo porteiro.

Independentemente do modelo, a dica é tentar optar por marcas nacionais, porque assim será mais fácil encontrar peças de reposição e serviços de assistência técnica, ajudando na manutenção e na durabilidade do aparelho.

Porteiro eletrônico x Vídeo porteiro

Os dois equipamentos ajudam a estabelecer uma comunicação rápida e segura entre o interior e o exterior da sua residência.

O porteiro eletrônico (interfone) é um modelo mais simples e também mais barato, porém eficiente em várias situações. Ele pode funcionar sozinho ou como um complemento de um sistema de segurança (câmeras de vigilância, cercas elétricas, alarmes, etc.).

As indicações desse tipo de aparelho são para quem vive em imóveis menores e para quem deseja um equipamento de segurança que seja mais acessível financeiramente.

Já o vídeo porteiro tem como diferencial o fato de contar com uma câmera acoplada à unidade externa. Isso permite que, de dentro da sua casa, você visualize o visitante do outro lado do portão por meio de uma pequena tela de LCD.

O vídeo porteiro ainda consegue fotografar ou filmar as imagens que estão sendo capturadas em tempo real – e pode funcionar conectado à uma fechadura elétrica.

Assim, esse é um equipamento que oferece um grau a mais de proteção e está indicado para quem vive em imóveis maiores com necessidade de reforçar a segurança e pode investir um pouco mais nesse tipo de equipamento, já que ele costuma ser mais caro.

Em geral, é possível encontrar interfones com custo a partir de R$85. Contudo, os modelos com melhor qualidade custam entre R$150 a R$180 – com modelos mais caros, chegando a R$250.

Já o vídeo porteiro tem versões de entrada a preço inicial de R$700. Os mais usados custam entre R$830 a R$890 – e existem versões mais caras, próximas de R$1 mil.

Dicas para a escolha

De qualquer forma, antes de comprar um interfone ou um vídeo porteiro, avalie:

  • modo de funcionamento;
  • material;
  • sensores;
  • recursos extras.

Existem modelos de interfone que contam com fonte de alimentação na unidade externa ou interna, que são movidos à bateria. Esse é o tipo ideal para quem deseja evitar a instalação elétrica.

O material é um ponto super importante que deve ser avaliado, principalmente na unidade externa que ficará mais exposta. O ideal é que ele seja resistente à variação climática, à incidência de raios solares e à umidade. Confira também se o equipamento tem proteção contra chuva ou se você terá que investir em um adicional.

Alguns modelos ainda contam com sensores extras, como:

  • sensor para fechadura de portão social;
  • sensor para motor de portão de garagem;
  • sensor magnético que avisa caso algum portão esteja aberto;
  • conexão com o alarme da casa.

Avalie, por fim, os recursos extras, como a função “siga-me” que direciona a chamada do interfone para o seu celular, evitando que os visitantes saibam que não tem ninguém em casa.

Instalação de interfone: qual é o passo a passo que devo seguir?

homem mexendo em fios na parede
É recomendado contar com uma ajuda de um profissional para a instalação do interfone.

A instalação de interfone poderá ser diferente dependendo das especificações do modelo. Por isso, se você nunca realizou esse procedimento antes, é essencial contar com ajuda especializada para evitar problemas.

Todo modelo de interfone, independentemente da marca, conta com um diagrama elétrico no kit de instalação. Contudo, o conceito básico será mais ou menos o mesmo. Por isso, montamos um passo a passo que poderá ser usado para os modelos mais comuns disponíveis no mercado.

Esse passo a passo é para a instalação de interfone. Os vídeo porteiros podem ser um pouco diferentes e exigir outros cuidados.

  • Passo 1

    Abra o interfone residencial e localize o contato de borne. Lembre-se que o monofone nunca deverá ser ligado na rede elétrica. O monofone do kit de interfone é o comunicador.

  • Passo 2

    Depois de localizar os bornes no interfone, abra o porteiro eletrônico e encontre os bornes de ligação. O porteiro eletrônico deverá, realmente, ser aberto, pois os contatos são internos.

  • Passo 3

    Confira e identifique todos os bornes de ligação. Siga o diagrama elétrico contido no manual do fabricante, lembrando que a ligação poderá ser feita com 2 ou 4 fios de alimentação.

  • Passo 4

    Lembre-se que a fechadura eletrônica não vem junto com o kit de interfone e precisa ser adquirida a parte. Em alguns modelos de interfone, pode existir a câmera. A ligação será a mesma, porém haverá um cabo a mais que pode ser o de rede ou de vídeo e serve para ligar a câmera do porteiro até a central.

Ligação básica de interfone sem fechadura

No próprio interfone, você encontrará as informações para que possa alimentar o interfone no borne 0 e 127. Lembre-se de usar um disjuntor ou de ligar em alguma rede que tenha proteção contra curto-circuito ou sobrecarga (pode ser utilizada uma fiação de 1,5mm).

Outro ponto de atenção é usar dois fios de 1,5 mm para a comunicação entre o interfone e o monofone (gancho). Um desses fios deve se iniciar no borne 4 no interfone e finalizar no borne 4 do monofone. O outro fio iniciará no borne 1 do interfone e finalizará no borne 1 do monofone.

Para ligações com fechadura

Nesse caso, a dica é adquirir uma fechadura da mesma marca do interfone e usar um fio com bitola maior. Se for possível, use um fio paralelo cristal de 1,0mm, pois a fechadura elétrica requer uma amperagem maior para o acionamento.

Possíveis erros

Depois de fazer as instalações, ligue o interfone no ponto de energia mais próximo e teste o aparelho. Nesse momento, é possível que ocorram alguns erros, como:

  • interfone com comunicação em um só lado: verifique se a tensão fornecida pela rede está de acordo com o aparelho e confira a fiação. Se estiver tudo certo, o aparelho pode estar com defeito;
  • interfone com toque contínuo ininterrupto: determinados modelos só funcionam com a tampa parafusada. Verifique se o botão da central interna está funcionando normalmente e verifique a fiação;
  • interfone não comunica, mas controla a fechadura: verifique nos bornes se a fiação não foi instalada invertida, se estiver tudo em ordem, é melhor chamar a assistência técnica;
  • interfone falhando no comando da fechadura: verifique a tensão de saída do interfone (deve ser de 12V), analise o estado da bobina da fechadura e verifique a mecânica da fechadura;
  • interfone com barulho de interferência de áudio: observe se o caminho usado para passar o fio não está junto da rede elétrica, pois isso poderá prejudicar o funcionamento.

Como você viu, a instalação de interfone é algo que requer bastante cuidado. Por isso, a recomendação é sempre procurar ajuda de um profissional. Caso queira realizar o procedimento sozinho, confira sempre as instruções presentes no manual e se certifique de usar a fiação adequada.

Gostou de saber mais sobre instalação de interfone? Siga a nossa página no Instagram e cadastre seu e-mail em nossa newsletter para receber mais dicas e orientações bacanas como esta!

Contrate um ninja