Nada pior do que chegar depois de um dia cansativo de trabalho e descobrir que o chuveiro parou de funcionar. Ou ainda desejar trocar o aparelho por outro mais recente e não ter ideia de como realizar a instalação de chuveiro.

Para quem nunca se aventurou nessa área, a missão pode parecer quase impossível, porém instalar chuveiro é algo relativamente simples e que pode ser feito em casa, desde que você siga algumas dicas e orientações, principalmente em relação à segurança.

Não tem ideia de como fazer a instalação de chuveiro? Então, continue a leitura e descubra!

Como escolher o chuveiro correto?

chuveiro ligado
Saber qual chuveiro será usado, facilita com que a instalação seja feita de modo seguro

Antes de pensar na instalação de chuveiro, é preciso escolher corretamente o produto. E ao contrário do que muitas pessoas imaginam, chuveiros não são todos iguais. 

Um dos primeiros pontos que precisam ser considerados é o seu conforto e bem-estar, escolhendo um aparelho que ofereça um bom jato de água e controle de temperatura. Há quem prefira um banho gelado, e tem quem nunca nega um banho quentinho! 

E, lembre-se de definir também se o seu chuveiro será solar, elétrico ou a gás. Isso dependerá da instalação disponível na sua casa, sendo os modelos elétricos os mais comuns. 

O chuveiro a gás possui alguns pontos positivos interessantes, como a maior pressão de água e a economia de energia. Mas, por outro lado, ele gasta mais água que os chuveiros elétricos, já que demora mais tempo para aquecer. 

Para quem deseja uma opção mais sustentável, poderá optar pelos chuveiros solares, porém eles só podem ser usados caso a edificação tenha um sistema de aquecimento solar.

Outro ponto importante é avaliar se você irá comprar um chuveiro de parede ou de teto. Os de parede são os mais comuns e existem modelos com ou sem tubo. Quanto mais longo for o tubo, maior será a distância entre o jato de água e a parede. Portanto, se o espaço do seu box for pequeno, opte por um modelo com tubo menor!

Já o chuveiro de teto tem a vantagem de poder ser instalado no centro do box, mas a instalação é mais restrita e o modelo só pode ser usado quando a hidráulica provém do teto – assim, esse chuveiro exige a instalação do forro para esconder a tubulação.

Também será preciso considerar:

  • a voltagem: existem chuveiros 110 e 220 volts – e eles precisam estar de acordo com a voltagem da sua casa;
  • a potência: os modelos com potência menor que 5400 watts são mais baratos e econômicos em relação ao consumo de energia, mas costumam queimar com mais facilidade. Produtos duráveis e potentes tendem a ter potência superior a 5400 watts;
  • as características da sua residência: quando a instalação de chuveiro é feita em casas sem uma boa pressão ou que contam com apenas um registro no banheiro, a recomendação é um chuveiro pressurizado com um espalhador grande. Já em apartamentos que contam com uma boa pressão, é possível investir em um chuveiro comum com espalhador pequeno, médio ou grande;
  • a economia: é possível encontrar opções supereconômicas em termos de energia elétrica e consumo de água, mas o valor do produto tende a ser mais alto. Caso existam vários moradores na casa, cuidado com os espalhadores muito grandes, pois tendem a desperdiçar mais água;
  • a vazão do chuveiro: é a capacidade de fornecimento de água, variando de 6 a 60 litros por minuto, dependendo do modelo e da pressão da água. Os modelos com vazão maior exigem uma pressão adequada, pois se a pressão for a menor do que a recomendada pelo fabricante o jato será fraco.

Cuidados que devem ser tomados na instalação de chuveiro

Antes mesmo de começar a instalação do chuveiro, é importante tomar algumas precauções. A primeira, sem dúvidas, é conferir se a tensão elétrica e a potência do aparelho são compatíveis com a fiação e o disjuntor da sua casa.

Não se esqueça também de desligar a chave geral no quadro de energia elétrica ou o disjuntor responsável por energizar o ambiente onde o chuveiro será instalado. Verifique ainda se o registro de água que alimenta o encanamento do chuveiro está devidamente fechado.

Resumindo, você deve:

  • fechar o registro de água do banheiro;
  • abrir o registro do chuveiro para eliminar resíduos da tubulação e depois fechá-lo;
  • desligar a chave geral de energia elétrica ou os disjuntores;
  • verificar com a chave tesla se não está mais passando corrente.
  • verificar se os disjuntores e a bitola do fio de alimentação elétrica estão de acordo com a potência do chuveiro (conforme especificado no manual);
  • certificar de que o fio terra do aparelho está conectado a um sistema de aterramento.

Ferramentas utilizadas

Antes de começar uma instalação de chuveiro, separe e verifique se você tem todas as ferramentas necessárias, que são:

Instalação de chuveiro: passo a passo

Pronto, agora você já tem tudo o que precisa para começar a instalação de chuveiro. Então, é só seguir o passo-a-passo abaixo!

Passo 1: inicie a instalação de chuveiro

Após desligar a eletricidade e fechar o registro de água do banheiro, use a fita veda rosca para vedar a entrada de água do chuveiro. Essa é a entrada que está na parede, sobre a qual será colocado o cano do chuveiro.

Passo 2: instale o redutor de pressão

A pressão de água varia em cada imóvel. Se na sua casa há uma pressão muito alta, é indicado realizar a instalação do redutor de pressão, ele garantirá a pressão certa para o funcionamento do chuveiro, aumentando a vida útil do produto. Normalmente, esse item já vem junto com os chuveiros e é instalado na entrada de água do equipamento.

Passo 3: fixe o chuveiro

Agora, encaixe o chuveiro na entrada de água e gire-o no sentido horário, de forma a prendê-lo no cano. Só tome cuidado para não forçar muito, pois o cano é uma peça frágil.

Passo 4: conecte os fios

Conectar os fios de alimentação do chuveiro à rede elétrica não é uma tarefa complicada. Afinal, cada fio deverá ser instalado de acordo com a sua cor. 

Sendo assim, o azul-claro é o fio neutro, o verde ou o amarelo é o fio terra e o vermelho, o preto ou o marrom é o fio fase. Lembre-se de isolar os fios usando a fita isolante ou conectores elétricos.

Passo 5: encaixe os acessórios

Esse é o passo mais simples, pois basta encaixar a mangueira, o chuveirinho e o suporte do chuveiro.

Passo 6: teste o chuveiro

Antes de ligar o disjuntor, deixe a água fluir pela ducha por cerca de 30 segundos. Esse passo é essencial para não danificar o chuveiro e não queimar a resistência.

Passo 7: ligue a energia elétrica

Pronto! A instalação de chuveiro está concluída. Basta ligar a energia elétrica e curtir seu banho quente, posicionando o seletor de temperatura na posição desejada.

#Bônus: dicas e orientações importantes

Como você viu, a instalação de chuveiro não é uma missão complicada. Mas ainda assim podem acontecer algumas “surpresas” e é importante saber como lidar com elas.

Fio terra

Pelas normas, o fio terra deve ser sempre amarelo ou verde. Mas em algumas instalações elétricas pode faltar este equipamento. Nesse caso, a recomendação é instalar o fio terra para aumentar a segurança no uso do chuveiro. Será preciso em torno de 2 metros de fio e um conector que deve ter haste com cabo de 4 mm (a medida precisa ser suficiente para ligar a haste e o chuveiro).

Se você não tem experiência com eletricidade, o mais indicado é procurar um eletricista, como os Getninjas, para fazer esse trabalho. Mas, se você quiser tentar, será preciso enterrar a haste em uma parte do terreno e deixar uma parte pequena de fora (mais ou menos uns 10 centímetros). O material precisa ser de boa qualidade.

Em seguida, passe o fio pela tubulação que vai até o banheiro – se não for possível passá-lo usando a tubulação, use uma canaleta para escondê-lo e passe-o por fora.

Fio fase

Para descobrir qual é o fio fase da sua instalação elétrica, a dica é usar a chave de testes. Somente o fio fase acenderá a luz da chave de testes, o que não acender é o neutro e o fio de cor diferente é o terra.

Se estiver em dúvidas entre qual fio é o que, leia as recomendações do fabricante do chuveiro – geralmente há informações sobre esses pontos na embalagem do produto ou no manual.

Resistência

É comum que algumas pessoas acabem queimando a resistência do chuveiro enquanto tentam instalá-lo. Para isso não acontecer, deixe o chuveiro novo na temperatura de água fria (verão). Assim, quando você ligar o chuveiro para testá-lo, a resistência não será acionada. Só depois de deixar uns 30 segundos de água escorrendo é que você deverá mudar a posição.

Mas se você não seguir essa orientação e queimar a resistência, não precisa comprar outro chuveiro, é só trocá-la.

Para fazer a troca da resistência, você terá que usar uma chave de fenda para abrir o chuveiro. Então, desconecte-o de toda a fiação elétrica (com o disjuntor desligado). Desenrosque o espalhador e retire a tampa. Cuidado para não estragar a borracha que fica entre a câmara e a tampa (porque isso lhe ocasionará vazamentos futuros).

Observe ou fotografe a resistência do chuveiro antes de comprar uma nova e analise corretamente a posição onde ela está, para fazer a instalação de modo certo. O trecho maior entre os contatos será aplicada na maior parte da resistência e a menor na parte correspondente ao tamanho.

Usando um alicate, retire a resistência antiga e substitua a peça queimada pela nova, se atentando para deixá-la na mesma posição. Então, monte o chuveiro novamente.

Faça a instalação de chuveiro como ensinamos e, antes de ligar o disjuntor, lembre-se de deixar a água cair por mais ou menos 30 segundos. Assim você irá retirar o ar e encher a câmara do chuveiro com água, evitando que a nova resistência queime. 

Pronto, agora você poderá ligar o disjuntor, trocar a temperatura e usar o seu chuveiro!

Viu só como fazer a instalação de chuveiro não é nenhum bicho de sete cabeças? Agora que você já sabe tudo sobre chuveiros, que tal ajudar os seus amigos? Compartilhe nossas dicas nas suas redes sociais!

Para receber mais dicas, assine nossa newsletter e esteja sempre em dia com a sua obra. 

Contrate um ninja