Ter uma piscina em casa é o sonho de várias pessoas, pois ela é sinônimo de diversão, relaxamento, festa e lazer. Entretanto, a realização desse sonho acompanha algumas responsabilidades que podem se tornar um contratempo, como limpar a piscina frequentemente, por exemplo. 

Tratamentos feitos de maneira incorreta podem estragar sua piscina e até mesmo causar irritação na pele e nos olhos. Além disso, a falta de higienização é propícia para a proliferação de bactérias que tornam a água turva, estragando a experiência de curtir os dias ensolarados. 

Para te ajudar, preparamos um passo a passo completo de como limpar sua piscina corretamente. Seguindo algumas regras básicas, você pode mantê-la limpa por mais tempo. Confira nossas dicas!

Passo a passo para limpar uma piscina

Bola colorida dentro de uma piscina.
Seguindo alguns passos, limpar a piscina pode se tornar uma tarefa mais simples.

Fazer a limpeza de uma piscina pode ser uma tarefa trabalhosa, mas é extremamente necessária para usar esse espaço de lazer. 

Algumas pessoas confiam que somente especialistas podem fazer esse procedimento, mas com bastante atenção e ajuda do nosso passo a passo de como limpar piscina, seus dias de diversão estão garantidos! Dá só uma olhada: 

1. Se organize e planeje sua limpeza

Um dos segredos da piscina limpinha é a regularidade. Contudo, dependendo do tamanho da piscina essa tarefa pode ser bem demorada e trabalhosa. 

Para isso crie um cronograma de limpeza da casa e inclua um dia específico para a piscina, separando todos os materiais necessários no dia anterior para facilitar o processo.

Aqui vai uma listinha de produtos essenciais para facilitar a preparação: 

2. Proteja-se contra uma possível intoxicação dos produtos de limpeza 

Alguns dos produtos utilizados no processo são bem fortes. Eles podem ser nocivos para a pele, causando irritação, além de serem prejudiciais quando inalados.

Por conta disso é importante tomar todas as precauções indicadas nos rótulos dos produtos e utilizar luvas, botas e máscara de proteção, para evitar qualquer risco. 

3. Comece limpando a área perto da piscina

Antes de limpar a piscina, o primeiro passo é lavar a parte externa da sua casa. Faça uma boa faxina no quintal e no deck, na região que ficam as cadeiras e todo o arredor. Esse passo é importante porque boa parte da sujeira da piscina é trazida pelo vento. 

Árvores e plantas ao redor deixam o visual bonito, mas espalham muitas folhas e resíduos, por isso é importante manter a poda sempre em dia e, se possível, utilizar telas de proteção na sua piscina quando não estiver usando. Dessa forma, você evitará objetos indesejados na água e a deixará limpa por mais tempo. 

4. Higienize o filtro

Antes da higienização da água é crucial desligar o sistema de filtro da água. Em piscinas externas, geralmente existe uma casa de máquinas onde fica o equipamento de filtragem. Vá até lá, desligue o filtro e o registro! 

Com tudo desligado, é hora de limpar o filtro da piscina, conhecido como coadeira ou skimmer. Esse dispositivo é responsável por reter resíduos que caem na piscina, geralmente é necessário esvaziá-lo manualmente e mantê-lo sempre limpo. 

Encontrá-lo é bem fácil: geralmente estará em alguma das bordas da piscina. Retire o filtro e limpe, jogando a sujeira em uma lixeira.

5. Peneire a água

Homem de boné e camisa xadrez tirando folhas de uma piscina com uma peneira.
Com a ajuda de uma peneira você pode retirar a maioria das sujeiras na superfície da piscina.

Essa é uma das etapas mais fáceis e intuitivas da limpeza. Utilize uma peneira própria para piscina e retire as folhas, insetos e outros resíduos que não foram para a coadeira.

6. Escove a piscina 

Essa é uma das partes mais importantes, pois é aqui que você vai tirar a sujeira mais grossa da piscina. Escove o revestimento interno removendo os resíduos que estão grudados e a gordura acumulada. Procure esfregar de forma padronizada o fundo e as laterais, garantindo que toda a piscina seja escovada.

Para não danificar sua piscina utilize apenas escovas macias. Independentemente se o revestimento é de azulejo, vinil, fibra, madeira ou pedras, a utilização de escovas macias garante a limpeza necessária sem danificar o material.

7. Aspire toda a piscina 

Temos aqui o maior desafio do piscineiro amador, mas que com paciência e conhecimento pode ser finalizado com excelentes resultados.

Após a escovação, caso seja necessário, você pode usar um produto chamado decantador. Ele separa o material sólido do líquido, deixando as partículas no fundo da piscina. Para utilizá-lo, siga as instruções propostas no verso da embalagem, aguarde o tempo necessário para fazer efeito e comece a aspiração.

Para isso, vá até à casa das máquinas e conecte a mangueira no dispositivo de aspiração. Nesse momento, apenas o registro de aspiração deve ficar ligado, com ao menos um dos dispositivos de retorno aberto para devolver a água aspirada à piscina. 

Nessa etapa é preciso ter muita paciência, pois a aspiração deve ser feita lentamente e de forma cuidadosa, para que a sujeira não volte para a piscina. Atenção aos cantos, pois é onde se acumula a maior parte da sujeira, viu?

Ao finalizar o procedimento, tenha cuidado ao retirar a mangueira, pois pode haver alguns resíduos nela que podem retornar e sujar a piscina novamente. 

8. Faça o tratamento da água 

Pessoa usando produtos químicos para limpar piscina e fazer o tratamento da água.
Controlar e tratar quimicamente a água é uma etapa importante que exige atenção e cuidado.

Por fim, é hora de tratar a água com produtos químicos, pois a sujeira presente na piscina vai muito além do que os olhos veem. Então, é preciso fazer a cloração da água, o controle do pH e da alcalinidade

A alcalinidade é a capacidade da água de neutralizar os ácidos. Ela age como um tampão para o pH, ajudando a mantê-lo estável e evitando variações. O ideal para uma piscina é que ela esteja entre 80 e 120 ppm

Já o pH é a concentração de íons H+ na água da piscina, determinando se a água está ácida, neutra ou alcalina. Um pH desequilibrado pode irritar a pele, a vista  e causar danos à mucosa dos banhistas. Um pH equilibrado é 7.2.

A conferência desses valores pode ser feita através da Fita Teste ou de Kits específicos para isso.

Em piscinas desajustadas, geralmente a alcalinidade e o pH vão estar para baixo. Se ela estiver abaixo de 80 ppm, é necessário um elevador de alcalinidade. Caso ela esteja acima de 200 ppm, aplique um redutor de pH e alcalinidade.

Além do controle de pH e alcalinidade, a inserção do cloro específico para piscinas também é importante, eliminando microrganismos que podem ser nocivos à nossa saúde. 

O cloro é indispensável para deixar a água em condições de banho, pois ele é bactericida, fungicida e algicida. Seu manuseio deve ser feito com cuidado e seguindo as recomendações de uso na embalagem do produto.

Quer comprar os melhores produtos para limpar sua piscina? Acesse o nosso site e garanta tudo o que precisa sem sair de casa!

Contrate um ninja