Se você está planejando construir ou reformar, provavelmente está preocupado com os gastos que vai ter. Para acertar nas previsões, é preciso entender como fazer orçamento de obra e o que levar em conta na hora de calcular os gastos.

Se você já fez alguma obra sem o orçamento, provavelmente teve surpresas desagradáveis com os custos. Mesmo quem nunca fez uma reforma ou obra já ouviu falar sobre os contratempos desse tipo de intervenção.

A boa notícia é que fazendo o orçamento e o planejamento da forma correta, muitos desses problemas podem ser evitados

Veja agora porque é importante cuidar desse tema e como fazer orçamento de obra!

A importância de fazer um orçamento de obra

O orçamento da obra é um momento crucial, pois é nele que se avalia se o dinheiro disponível realmente é suficiente para fazer tudo aquilo que é desejado. Se você começar a construir sem nem mesmo saber como fazer orçamento de obra, provavelmente vai estar em apuros em breve.

O primeiro ponto é saber quanto você tem disponível entre dinheiro guardado, cartões de crédito e eventualmente algum empréstimo ou financiamento. Esse valor deve ser seu objetivo limite, e você vai adaptar sua obra a ele. Fazer um orçamento é importante para:

  • Garantir que você não gaste mais do que pode e entre em dívidas inesperadas;
  • Assegurar que os itens mais importantes tenham prioridade e sejam executados, caso o orçamento não consiga englobar todos os itens desejados;
  • Adaptar a construção à sua realidade financeira, trocando alguns itens e materiais para que caibam no seu bolso;
  • Reduzir imprevistos e surpresas desagradáveis.

Enfim, saber como fazer orçamento de obra é uma premissa para qualquer pessoa que deseja construir ou reformar. Até mesmo profissionais de obra cometem o erro de não calcular corretamente os valores, mas isso não precisa acontecer com você.

Aproveite, portanto, para conferir o valor dos materiais no site do Toca Obra, eliminando uma boa margem de erros no orçamento.

Como fazer orçamento de obra

Agora que você já entendeu a importância dos planejamentos de custos para qualquer obra, é hora de começar a fazer as contas. Veja passo a passo como fazer orçamento de obra!

1. Determine o que vai ser feito na obra

O passo fundamental é determinar exatamente o que vai ser feito na obra. Se for uma construção do zero, você tem que ter um projeto completo assinado por um engenheiro. 

Nesse projeto devem constar todas as informações sobre o imóvel a ser construído, áreas de cada cômodo, todos os materiais a serem utilizados, como o cal, gesso e até mesmo as lâmpadas, e assim por diante.

No caso de uma reforma, não necessariamente você precisa de um projeto completo. Se a reforma for apenas do ponto de vista estético, como renovação da pintura ou a troca de revestimentos, você pode fazer esse levantamento por conta própria.

Porém, vale dizer que a participação de um profissional como arquiteto, engenheiro ou decorador sempre agrega valor e eles geralmente têm uma boa ideia de como fazer orçamento de obra, o que pode ajudar você a economizar.

De todo jeito, com ou sem a supervisão de um profissional é importante determinar o escopo da obra. Antes de começar o orçamento, tenha uma decisão clara do que deve ser feito.

Você também pode separar os itens de acordo com a prioridade, de forma que você consiga destinar o dinheiro primeiro para aquilo que é mais importante.

2. Calcule as quantidades de material

Sabendo o que deve ser feito, é hora de calcular os materiais que serão gastos. Você pode optar por comprar online pelo site do Toca Obra, a fim de facilitar cada vez mais o processo de construção e garantir muita economia. 

Para azulejos, revestimentos, pintura, e tudo mais que envolve pisos e paredes, você precisa saber a área onde será aplicada.

Para calcular a área de uma parede você deve multiplicar a largura pela altura. Se quiser ser mais preciso, você pode calcular a área das portas e janelas e descontar do resultado da primeira multiplicação. Para o piso, você precisa da largura e do comprimento.

Multiplique as duas medidas em metros e você terá a área em m². Como sempre há perdas e quebras, aumente a área encontrada em 10%. Some os valores da área de cada piso e você terá a área total do piso do imóvel. Com esse valor você já sabe a área de cada tipo de piso, azulejo, porcelanato ou revestimento que deve comprar.

Para as tintas, você deve somar as áreas das paredes e ainda multiplicar a área total número de demãos —  geralmente são necessárias duas. Então, você multiplica a área das paredes por 2 e terá a área total a ser pintada.

O rendimento da tinta em m²/l costuma ser indicado pelo fabricante na embalagem. Você divide o rendimento indicado pela área total a ser pintada para saber quantos litros precisa comprar.

Para tijolos, o cálculo é parecido. Você precisa da área da parede a ser levantada e a medida de cada tijolo — isso depende de qual tipo de tijolo será usado. Dividindo a área da parede pela área de um tijolo você sabe quantos tijolos comprar.

Para outros itens como, cimento, areia, massa corrida, aço, entre outros, o valor vai variar de acordo com os detalhes técnicos da obra.

Você pode utilizar o auxílio de um profissional de engenharia ou arquitetura, um mestre de obras ou até mesmo dos vendedores das lojas de material de construção, pois eles têm uma boa ideia da quantidade e de como fazer orçamento de obra. Em todo caso, é importante sempre saber as áreas onde cada material será aplicado.

Não esqueça de incluir na lista de materiais os itens como, louças e metais, tomadas, portas e janelas, rodapés, instalações elétricas e hidráulicas, entre outros itens que serão trocados ou instalados durante a construção ou reforma.

3. Identifique quais serviços serão necessários

Além do material, você precisa saber quais tipos de serviços vão ser necessários. Se você não tem nenhuma experiência com obras, vai precisar da ajuda de algum amigo, um mestre de obras ou um pedreiro que saiba como fazer orçamento de obra.

Você precisará saber quantos dias, quantas pessoas e quais profissionais — pedreiro, ajudante, pintor, eletricista, encanador, entre outros — serão necessárias para executar o serviços.

4. Faça uma pesquisa de preços

Sabendo os materiais e os serviços necessários, é hora de partir para uma etapa importante — a pesquisa de preços. Os valores de materiais e serviços de construção variam consideravelmente entre uma loja e outra. Por isso, você não pode ter preguiça de procurar.

pessoa pesquisando no notebook
Pesquisar os melhores preços e serviços contribui para uma obra mais profissional e econômica.

Saia à procura dos melhores preços, tente negociar descontos com os vendedores, procure mais de um profissional para fazer o orçamento. Em uma obra ou reforma de maior valor, qualquer percentual economizado já pode fazer uma boa diferença, portanto, pesquise bastante, seja online ou em lojas físicas.

5. Liste os demais custos

Agora você já tem os custos de material e de mão de obra, que são os maiores valores de uma obra. No entanto, existem alguns custos adicionais que também precisam entrar na conta, por exemplo:

  • Gasto com projeto, documentação e autorização na prefeitura ou no condomínio;
  • Aluguel de máquinas ou equipamentos;
  • Pagamento para destinação dos resíduos e entulhos da obra;
  • Se for necessário retirar seus pertences do imóvel, devem ser incluídos gastos com transporte e armazenamento;
  • Gastos com reparos e imprevistos, por exemplo, remoção de vazamentos.

Mesmo tentando pensar em tudo, é bom deixar uma margem de segurança, pois quase sempre aparecem surpresas. Separar em torno de 10% do valor total da obra para esses casos.

6. Organize o orçamento de obras

Você agora já tem quase todos os custos da obra e já sabe quanto vai precisar desembolsar. Se o dinheiro que você tem disponível não é suficiente, é hora de rever a lista de prioridades e cortar itens que não são absolutamente necessários. 

Outra opção é rever suas escolhas optando, por exemplo, por acabamentos mais em conta. O importante é que o total da obra seja condizente com o dinheiro que você tem disponível.

Para ter maior controle, você precisa organizar todos os dados que coletou. O ideal é usar uma planilha ou um aplicativo específico para fazer orçamento de obra. No GetNinjas você consegue fazer um orçamento e encontrar os melhores profissionais para sua reforma, confira!

Separe os dados por categorias, como fundação, paredes, instalações elétricas, pintura, revestimento, pedreiro, eletricista ou o que mais fizer sentido dentro do escopo da sua obra. Coloque o valor que você encontrou durante a pesquisa como planejado.

7. Acompanhe a execução da obra

Você aprendeu como fazer orçamento de obra e listou tudo corretamente? Ótimo! Agora é hora de partir para a execução e lembrar que o orçamento existe, não apenas para a fase anterior à obra, mas deve ser usado também durante ela. 

Anote todas as compras nas respectivas categorias e confira se os valores realizados estão dentro do valor planejado

Se alguma categoria exceder o planejamento, é hora de ligar o alerta vermelho. Você vai precisar economizar em outra categoria, optar por outros materiais ou até mesmo rever o escopo da obra. 

Acompanhe diariamente ou semanalmente todos os gastos para que a obra não saia do orçamento.

Como economizar ao realizar uma obra

pessoa colocando moeda no cofre
Organizar um cronograma e seguir o planejamento da sua obra é indispensável na hora de economizar.

Economizar é sempre bom e mesmo que o seu orçamento disponível seja alto, é sempre bom evitar gastos desnecessários para gastar com o que realmente importa. 

Além de saber como fazer orçamento de obra e acompanhar constantemente durante e execução, há outras atitudes que você pode tomar, como:

  • Oriente a equipe quanto ao manuseio e armazenamento correto dos materiais, evitando quebras e desperdício;
  • Faça um cronograma de obras e confira se a equipe está atendendo aos prazos. Se a obra passar do prazo, o custo com mão de obra também vai aumentar;
  • Seja inteligente na escolha dos acabamentos. É possível economizar comprando os itens certos sem abrir mão do requinte e da beleza;
  • Opte por utilizar o mesmo tipo de piso em mais lugares. Comprando uma quantidade maior do mesmo material, você pode negociar o preço;
  • Faça você mesmo alguns dos itens que não são tão complicados, como pintura de paredes;
  • Além de pesquisar bastante os preços, fique de olho nas promoções;
  • Estude comprar itens seminovos, como lustres, bancadas e pias, pois é possível encontrar itens em bom estado com preço mais em conta.

Agora você já sabe como fazer orçamento de obra e por onde começar para economizar e ter uma reforma ou construção mais tranquila, aproveite para conferir o nosso conteúdo sobre lista de material de construção e entenda em detalhes como montar a sua!

Não deixe de assinar nossa Newsletter, assim você ficará sempre em dias com a reforma, além de acompanhar de perto as vantagens e promoções dos produtos do Toca Obra.

Contrate um ninja