Alguns problemas podem surgir na hora de pintar a casa, e é importante saber identificar e compreender suas causas para poder evitá-los. Um dos principais empecilhos são as bolhas na parede, que surgem principalmente nas paredes externas e causam grande incômodo.

Se você está sofrendo com as bolhas na parede, veja quais são as causas prováveis desse problema e entenda as melhores formas de lidar com a situação.

O que causa as bolhas na parede?

São muitas as causas desse problema. Abaixo listamos as mais comuns que podem estar ocorrendo aí na sua casa.

Pintura sobre tinta antiga

Se as suas paredes foram pintadas sobre uma tinta antiga, descascando ou com retalhos de papel de parede ou adesivo, é possível que as bolhas apareçam. Nesse caso, a correção envolverá a remoção e a raspagem de todo o revestimento e tinta antigos, aplicação da massa corrida e, então, realizar o preparo da parede para receber uma nova pintura.

imagem de bolhas na parede por ter pintado em cima de tinta antiga
Pintar sobre tinta antiga pode acarretar em descasques ou até mesmo bolhas na parede.

Pintura sobre superfície com poeira

A presença de poeira prejudica a aderência da tinta. Além disso, quando a umidade absorvida naturalmente pela superfície evapora, ela abandona o substrato e “empurra” a película de tinta que, como está mal aderida devido a poeira, estica: e acaba formando as bolhas.

Por isso, antes de pintar a parede, é importante lixar e limpar para retirar toda a poeira existente. Nesse caso, também será preciso raspar toda a tinta e preparar a parede novamente para um repintura.

Aplicação de massa corrida em áreas sujeitas ao contato com água

A massa corrida não suporta bem a presença de água. Quando isso acontece, ela passa a absorver muita água e acaba se “desmanchando”. Toda essa água absorvida tenta evaporar e acaba “empurrando” a tinta, dando surgimento às bolhas.

Normalmente, esse problema com umidade pode ser o causador dessas borbulhas nas pinturas novas. Será preciso resolver, primeiro, a umidade, para depois proceder com a pintura. Em alguns casos, ainda será necessário refazer o reboco para proteger melhor a parede.

Pintura feita sob superfícies úmidas

Além da aplicação de massa corrida em locais úmidos, pintar uma parede úmida pode levar à formação de bolhas. Isso também acontece quando pintamos uma superfície molhada ou quando a umidade do ar está acima de 85%, ou ainda logo após uma chuva.

imagem de bolhas na parede por pintura em ambientes úmidos
Garanta que a umidade do cômodo não seja excessiva para evitar futuras bolhas na parede!

Repintura sem lixamento prévio

Caso não tenha sido realizado o lixamento da parede e a camada anterior apresentar brilho, não haverá aderência adequada da nova tinta, levando ao surgimento de bolhas.

Será preciso, então, descascar a parede, fazer o lixamento e, depois, proceder com a repintura.

Umidade com surgimento de mofo

Toda parede que apresentar mofo deve ser lavada com cloro ou água sanitária antes da pintura, deixando o produto agir por 1 hora e depois enxaguando o local com pano úmido. É preciso deixar a parede secar totalmente antes de pintá-la.

Se essa for a causa das bolhas na parede, será preciso, primeiro, resolver a origem da umidade, caso contrário, mesmo com uma nova pintura, irão surgir erupções e mofo.

Pintura sobre paredes esfarelando ou com placas soltas

Se a pintura foi feita sobre paredes esfarelando ou com placas soltas, certamente as bolhas aparecerão. A melhor forma de solucionar o problema é raspar totalmente a superfície com uma espátula e refazer o reboco e a massa corrida.

Preparação ruim

Nós já falamos aqui no blog o quanto a preparação da parede é fundamental antes de qualquer pintura. Se ela não for adequadamente lixada e limpa, a pintura poderá formar bolhas e descascar.

Calor

Caso a parede pintada esteja exposta ao sol ou à altas temperaturas (em geral acima de 29 ºC), é possível que haja o surgimento de bolhas.

Aplicação excessiva de tinta ou massa

O ideal é, quando for pintar, sempre aplicar camadas finas e uniformes, com a tinta ou a massa corrida dissolvidas de acordo com as indicações do fabricante. Se isso não ocorrer, é possível que haja a formação de bolhas.

Como corrigir o problema das bolhas nas paredes?

O mais indicado é, como dissemos no início, tentar entender o que está causando as bolhas na parede. Afinal, dependendo do motivo, a solução terá que ser diferenciada e não envolver apenas uma nova pintura – como é o caso da umidade, que exige que a fonte da umidade seja tratada para as bolhas desaparecerem.

De uma forma geral, contudo, a maior parte das causas de formação de bolhas na pintura se relaciona à má aderência da tinta na parede. Já nas paredes externas, a causa mais comum é o uso da massa corrida PVA – um produto indicado apenas para uso nas paredes internas.

Por isso, existem algumas dicas que ajudam a corrigir o problema de forma geral e que podem ser úteis na sua casa. Veja as dicas abaixo.

Separe os materiais

Para corrigir as bolhas na parede, você precisará de:

·         Espátula de aço;

·         Lixa para paredes;

·         Massa corrida ou acrílica;

·         Tinta de parede.

Siga o passo-a-passo

Depois de separar os materiais, será preciso:

1.    Raspar toda a superfície danificada com a espátula de aço para remover as imperfeições e as bolhas. Se existirem buracos muito profundos, use a massa corrida para corrigir. Mas atenção com o tipo de massa que vai usar. A massa PVA deve ser usada apenas em paredes internas;

2.    Depois que a massa secar, faça a impermeabilização da parede. Use produtos impermeabilizantes para evitar que novas bolhas venham a surgir;

3.    Na sequência, aplique a massa corrida novamente para dar um bom acabamento;

4.    Quando a massa secar, lixe a parede para remover as imperfeições. Retire toda a poeira com um pano úmido e espere secar;

5.    Somente agora você poderá aplicar uma nova camada de tinta.

uma mão pintando com um pincel uma parede na cor verde
É depois de resolver as bolhas na parede que você pode aplicar a tinta!

Caso o problema seja em uma parede externa, devido ao uso da massa corrida errada, você deve:

1.    Raspar totalmente a massa corrida no lugar onde a bolha se formou;

2.    Aplicar uma demão de fundo preparador de paredes a base de água;

3.    Usar a massa acrílica para corrigir as imperfeições;

4.    Proceder com a repintura.

Umidade

Caso o problema das bolhas tenha sido causado pela umidade, é preciso eliminá-la totalmente antes de fazer a repintura. No caso do reboco, corrija com traço 1:3 (cimento e areia).

Raspe e lixe bem as áreas afetadas, aplique uma demão de fundo preparador de paredes, corrija as imperfeições com a massa corrida indicada para a sua parede (interna ou externa) e proceda com a repintura.

Tome cuidado porque é possível que haja diferença na cor da parede, caso você faça a repintura apenas no lugar da bolha.

Se você notar diferença na tonalidade, terá que repintar toda a parede. Isso pode acontecer porque as tintas misturadas na loja podem ter pequenas variações de uma lata para outra.

Como evitar as bolhas nas paredes e outros problemas?

As paredes de casa também podem “adoecer” e, nesse caso, elas sofrerão com questões como fissuras, estufamentos, trincas, mofo e, claro, as bolhas. A melhor forma é sempre evitar que essas questões aconteçam.

A preparação da parede, inclusive das novas, é fundamental para que a pintura seja bem sucedida. Veja as dicas essenciais.

Paredes de gesso

As paredes de gesso acartonado são bem comuns nas construções mais novas. Nesse caso, a dica é aplicar tinta para gesso e, antes, usar um fundo preparador devido à presença de partículas soltas que vão prejudicar a adesão da tinta.

Paredes de alvenaria

Nas paredes de alvenaria, o preparo para a pintura é feito com 3 tipos de procedimentos:

1.    Uso do fundo selador ou preparador;

2.    Aplicação da massa;

3.    Aplicação do acabamento (tinta ou textura).

O fundo selador tem a função de dar preenchimento às superfícies porosas, porque ele penetra e se expande, o que proporciona uniformidade. Ele é indicado para uso em reboco novo, concreto aparente, blocos de concreto e fibrocimento.

botão para contato no conteúdo de bolhas na parede

O selador melhora o acabamento e confere maior rendimento aos produtos aplicados posteriormente (como a massa, a textura e a tinta).

Já o fundo preparador é indicado para paredes novas em gesso, paredes descascadas, pintadas com cal, que estão “esfarelando” ou para dar mais firmeza ao reboco fraco.

O fundo preparador fixa as partículas, fazendo com que a superfície fique pronta para receber a pintura. Ele aglutina as partículas soltas, o que proporciona melhor aderência da tinta. Por isso, ele deve ser aplicado antes da pintura – ajudando a evitar as bolhas.

Quais outros problemas as paredes podem apresentar?

Além das bolhas na parede, a pintura feita de forma incorreta pode levar a outras questões. Veja abaixo as mais comuns.

Fissuras e rachaduras

As trincas e rachaduras com aberturas maiores que 0,5mm são consideradas “patologias” mais graves, geralmente com origem estrutural, causadas por fundações mal calculadas.

Nesse caso, a solução passa pela contratação de um engenheiro civil, que avaliará a estrutura do imóvel e os métodos que podem ser aplicados.

imagem de outros tipos de riscos como as bolhas na parede: as fissuras e rachaduras
Fique atento à presença de fissuras e rachaduras para solucioná-las o quanto antes

Se as fissuras e rachaduras têm menos de 0,5mm é possível aplicar fitas de poliéster, especiais para esse tipo de reparo e que permitem a dilatação da superfície, impedindo a formação de novas fissuras.

Depois de aplicar a fita, use a massa corrida para regularizar a superfície e esconder o poliéster. Em seguida, pinte com a tinta da cor desejada.

Mofo

Para tratar as superfícies com mofo, é preciso eliminá-lo completamente, fazendo uma limpeza com água sanitária diluída em água na proporção de 1 para 1.

Somente após a aplicação dessa solução, do enxágue e da secagem da parede, é que você poderá aplicar a tinta. Sempre escolha dias secos para fazer esse processo.

Estufamento

É um problema semelhante às bolhas e geralmente ocorre quando existem problemas de impermeabilização na parede.

Para corrigir, faça o processo semelhante ao que já ensinamos: raspe as partes soltas com a espátula de aço e aplique uma demão de selador acrílico. Corrija com a massa corrida ou acrílica e aguarde a secagem. Lixe, aplique uma demão de selador e, então, faça a pintura.

Conclusão

Neste conteúdo, você viu que as bolhas na parede têm diversas causas. Contudo, o mais comum é que haja problemas de aderência da tinta na parede. Para resolver a questão, será preciso raspar a parte com bolhas e tratar a parede antes de aplicar a tinta.

A melhor forma de evitar esse problema, é sempre preparando corretamente a parede antes de proceder com a pintura. Se precisar, procure por um profissional!


Gostou dessas dicas? Já sabe como se livrar das bolhas na parede? Encontre tudo o que precisa no Toca Obra!

Contrate um ninja