A arquitetura e a engenharia estão, cada vez mais, se preocupando com a acessibilidade nas construções. Isso é um assunto extremamente importante, afinal as alterações nos cômodos permitem que pessoas com deficiência, idosos e aqueles que contam com mobilidade reduzida consigam ter mais independência dentro de casa e nos ambientes públicos. Uma dessas mudanças é o banheiro para deficiente.

Falar sobre esse assunto é de suma importância. De acordo com o último censo do IBGE, 45 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de deficiência física. O número de idosos também não para de aumentar, entre 2012 e 2018 a população brasileira com mais de 65 anos cresceu 26%, atingindo a marca de mais de 21 milhões de pessoas.

Se você deseja tornar a sua casa ou comércio mais acessível, continue lendo este conteúdo e veja as informações essenciais que separamos para você fazer a adaptação do banheiro para deficiente!

Por que adaptar meu banheiro para deficiente e torná-lo mais acessível?

Os banheiros adaptados não são importantes apenas para quem é cadeirante. Eles também são excelentes para quem utiliza próteses, aparelhos ortopédicos ou tem algum tipo de mobilidade reduzida e necessita de apoio, como idosos, crianças, pessoas com sequelas de AVC, entre outros.

Esses cômodos adaptados oferecem mais autonomia e independência às pessoas, trazendo mais qualidade de vida à elas. Por isso, os sanitários precisam ser facilmente acessados e se localizarem próximo das circulações principais.

homem na cadeira de rodas
Ter um banheiro adaptado contribui para a acessibilidade de deficientes e idosos

É importante, também, considerar a aparência do banheiro para deficiente. Afinal, ele não precisa lembrar um hospital. Pelo contrário, deve ser bonito, ter um astral bacana e uma decoração que combine com a personalidade das pessoas que usarão o espaço – assim como qualquer outro tipo de sanitário.

Dessa forma, se você receberá um novo morador deficiente físico ou com mobilidade reduzida na sua casa, que tal adaptar os cômodos para favorecer a qualidade de vida dele? Essa também deve ser uma preocupação para quem possui um comércio, garantindo que todos os seus clientes serão bem atendidos.

Como adaptar o banheiro para deficiente?

A principal norma que deve ser seguida na hora de adaptar um banheiro para deficiente é a NBR 9050 (Acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências à edificações, espaço, mobiliário e equipamentos urbanos). Essa é uma norma bem ampla e trata de vários outros ambientes, além do banheiro.

Algumas orientações gerais importantes são:

  • portas mais largas (no mínimo 80cm, porém, o mais indicado é com 90cm de largura);
  • piso nivelado e sem degraus (para não ter invasão de água em ambientes contíguos, deixe um desnível bisotado de 1cm em 45º);
  • área confortável que permita o cadeirante manobrar sua cadeira de rodas (medida mínima de 1,50m x 1,50m, mas neste caso a porta deve ter 1m de largura);
  • em caso de quedas, é possível instalar um dispositivo de sinalização de emergência que pode ser posicionado perto do box ou da bacia, a uma altura de 40cm do piso, e que permita ser acionado em casos de acidentes.

Barras laterais de apoio do banheiro para deficiente

As barras de segurança são itens indispensáveis em um banheiro para deficiente – e é importante sempre considerar alguns pontos antes de escolher o modelo, já que existem vários no mercado.

Os modelos podem ser dobráveis ou não dobráveis. A vantagem do primeiro é que eles facilitam na hora de manobrar as cadeiras de rodas, já que o cadeirante poderá levantar ou abaixar a barra, de acordo com a sua necessidade.

Contudo, as melhores opções desse tipo de barra são as importadas – com versões, inclusive, que contam o papel higiênico e o botão de descarga na ponta da barra, evitando que a pessoa tenha de virar o corpo para essas situações.

Outras versões de barras de metal, também importadas, dispõem de um plástico ABS na parte superior, evitando que o usuário sinta o toque frio do metal, oferecendo ainda mais conforto de uso.

As versões nacionais são mais simples, geralmente as barras de apoio são fabricadas em PVC ou em metal – e não possuem muita variedade em termos estéticos e funcionais.

De qualquer forma, as barras laterais precisam ser instaladas ao lado da bacia, da pia e do boxe. No mercado internacional, também existem outras opções adaptadas como o espelho inclinável e a ducha manual com regulagem.

Para garantir uma instalação segura e eficaz, o serviço deve ser realizado por um profissional. No GetNinjas, você encontra um profissional de qualidade para a realização do serviço, basta fazer o orçamento e escolher a melhor opção.

Em relação às especificações técnicas, em um banheiro simples, de medidas de 1,50m x 1,70m, as barras laterais precisam ficar a uma altura de 75cm do piso acabado e devem ter comprimento mínimo de 80cm (avançando cerca de 50cm a partir da extremidade frontal da bacia), diâmetro entre 3,5cm e 4,5cm e distância mínima de 4cm da parede.

O eixo da bacia precisa estar a 40cm da face da barra lateral, enquanto a barra dos fundos precisa estar no máximo a 11cm da parede dos fundos e se estender, no mínimo, 30cm além do eixo da bacia em direção à parede lateral.

No caso de vasos sanitários com caixa acoplada, a recomendação é usar duas barras de apoio de 80cm, sendo uma delas acima da caixa acoplada com uma altura máxima de 89cm do piso acabado. A outra barra pode ser instalada na parede lateral da bacia com altura de 75cm do piso acabado.

Armários

Os armários, além de bonitos e elegantes, também precisam ser funcionais e estarem na altura adequada para que o cadeirante consiga utilizá-los.

prateleira com um medicamento em cima
Ter prateleiras acessíveis para organizar itens pessoais e medicamentos é essencial em um banheiro adaptado.

Enquanto nos banheiros convencionais, costumamos incluir os armários em cima das pias, nos banheiros adaptados essa é uma solução proibida, já que impede o acesso das pessoas com deficiência.

As prateleiras dos armários, então, precisam estar situadas em um local de fácil acesso, com, no máximo, 1,20m de altura e a instalação desses móveis precisa ser realizada de maneira comedida, evitando restringir a área de circulação do ambiente.

Lembre-se, que a pessoa que usará o banheiro não precisará apenas se deslocar dentro dele, mas também organizar seus itens pessoais e até ter equipamentos médicos sempre à mão. Então, os armários são muito importantes.

Uma solução interessante, nesse caso, é optar por nichos abertos, com 70cm de vão livre abaixo deles, ao invés de armários. Assim, você conseguirá focar na organização e ainda oferecer mais facilidade de uso.

Outras sugestões interessantes para os armários são:

  • espelho frontal iluminado;
  • espelho de aumento;
  • apoio de escovas, lâminas, tubos e remédios em material inquebrável;
  • lanterna, caneta e lente de aumento para ler e marcar os medicamentos nas gavetas ou porta medicamentos;
  • prateleiras internas de material inquebrável;
  • gavetas com travas de segurança.

Pias

A altura da pia é outro ponto que precisa ser considerado. O recomendado é que ela esteja a uma altura de 0,80m do piso, respeitando a altura livre de 0,70m para que o usuário consiga colocar os joelhos.

Outro ponto importante é em relação ao sifão, que deve ser flexível, correndo pela lateral. As torneiras precisam ser de fácil manuseio (meia volta, alavanca, monocomando ou célula fotoelétrica) e devem ficar à uma distância máxima em relação à face externa frontal de 0,50m.

A pia deverá ter ralo protetor e é preciso adicionar barras de apoio junto ao lavatório. O porta toalhas pode estar posicionado próximo da bancada, com altura entre 1,10m e 1,30m.

Vaso sanitário do banheiro para deficiente

A altura média precisa ser entre 48cm a 50cm, a descarga pode ser simples, caixa acoplada ou descarga por botão. A ducha higiênica manual deve ficar a uma altura média de 45cm do piso, com sabonete líquido próximo. A papeleira externa precisa ser de fácil acesso e com altura média de 45 cm do piso – e as barras de apoio devem estar posicionadas acima do tampo do vaso, com altura de 30cm.

A bacia pode ser instalada já com a altura correta ou executar um sóculo – que não deverá ultrapassar 5cm da base da bacia. No caso de utilizar válvula de parede, seu eixo deverá ficar no máximo a 1m do piso acabado e será preciso usar alavancas, sensores eletrônicos ou demais dispositivos que sejam de fácil acionamento.

Área do Box

A área do box precisa contar com piso e proteção antiderrapante e a largura mínima do box deve ser de 80cm (embora o mais recomendado é 90cm). O desnível também merece atenção, já que o máximo permitido é de 1,5m em relação ao piso do banheiro.

O assento para banho deve ser fixo, com largura mínima de 45cm e altura de 46cm do piso. Também será preciso instalar corrimão lateral, suporte ou barras de apoio em alturas variáveis.

A saboneteira para sabão líquido deve ter uma altura média de 1,2m e o fechamento do box precisa ser de material inquebrável e firme, com sistemas de porta de correr. Atenção às torneiras, que devem ser de fácil manuseio, como a monocomando.

Uma solução mais simples é investir na cortina de plástico ou, então, a instalação do box com o acessório chamado “mão amiga”, quando se abre a primeira folha do box, o acessório recua automaticamente as demais, abrindo todo o espaço.

Outra dica é investir em um chuveiro regulável, formado por uma barra horizontal (apoio da mão) e outra vertical com uma ducha manual que sobe e desce de acordo com a necessidade do usuário.

Controle de luz

Atenção especial à iluminação no banheiro para deficiente. Os interruptores devem ser instalados a 1,15m do piso e a iluminação não deve ficar em cima da cuba da pia, mas sim na lateral, para que não faça sombra.

Como você viu, adaptar o banheiro para deficiente não é nenhuma tarefa extremamente complicada. Seguir o que diz a norma reguladora é essencial, sempre se atentando à altura, ao posicionamento e às facilidades trazidas pelos objetos.

Lembre-se, ainda, de analisar a área disponível e buscar sempre o bem-estar de quem usará o espaço, conferindo beleza, facilidade e funcionalidade ao ambiente.

Agora ficou mais fácil adaptar seu banheiro para deficiente? No Toca Obra você encontra as melhores ofertas dos materiais para fazer as adaptações necessárias. Para receber mais dicas relacionadas ao tema no seu e-mail, é só se cadastrar na nossa newsletter. 

botão compre no toca obra

Não deixe de compartilhar nossas dicas nas suas redes sociais para ajudar os seus amigos a entenderem melhor sobre o assunto!

Contrate um ninja