Quem está construindo ou reformando tem que pensar em muita coisa, mas, sem dúvidas, escolher os acabamentos para casa pode ser uma das fases mais empolgantes de todo o projeto.

Isso porque os acabamentos são responsáveis pelo novo visual do lar  e escolher cada item para ter o imóvel dos seus sonhos pode ser muito prazeroso. Além disso, é neste momento que você começa a deixar seu projeto com a sua cara!

Apesar do lado bom, escolher os acabamentos para casa também é uma responsabilidade e tanto.

Você já deve ter ouvido falar que  estão entre os materiais mais caros da obra, não é mesmo? Eles também ficam  ficam aparentes, influenciando no visual e no conforto dos moradores.

Além do aspecto estético, é preciso pensar na qualidade e durabilidade desses materiais – escolha muito bem eles, para que não seja preciso fazer uma nova reforma a curto prazo. 

Quer saber como escolher entre os tipos de acabamento para casa sem errar? Confira 5 dicas que preparamos para você!

1. Principais materiais de acabamento para casa

O pedreiro fala uma coisa, o arquiteto outra, e você fica perdido na escolha dos materiais. Se identifica com essa situação? Não se preocupe, que estamos aqui para lhe ajudar.

Entenda mais sobre os principais nomes dos materiais que você vai encontrar ao escolher os acabamentos para casa:

Azulejo

É um dos mais simples e conhecidos revestimentos para pisos e paredes, especialmente para as áreas que precisam ser impermeabilizadas. Os azulejos podem ser de cerâmica, porcelana, tijolo, vinil e outros materiais.

Os tradicionais azulejos já podem ser substituídos por modelos mais modernos e criativos. Hoje em dia, é possível encontrar azulejos para todos os gostos e que se adaptam a projetos diversos.

Pastilhas

As pastilhas são um dos acabamentos para casa que têm uma função parecida com a dos azulejos, porém com um visual completamente diferente. A principal diferença está no tamanho das peças — as pastilhas geralmente medem entre 2 e 5 cm.

Ou seja, sabe aqueles revestimentos pequenos, geralmente coloridos e que são usados para dar um toque diferente ao ambiente? Essas são as pastilhas. Elas podem ser feitas de cerâmica, porcelana ou vidro.

Cerâmica

A cerâmica é a matéria-prima para muitos acabamentos para casa, especialmente para as pastilhas e azulejos. Ela tem o preço mais em conta quando comparada com outras opções, como o porcelanato.

A cerâmica é impermeável e fácil de limpar, sendo uma boa escolha para quem quer economia sem perder a funcionalidade e praticidade. No entanto, ela tem um aspecto mais rústico e as peças precisam ser instaladas com um espaçamento maior entre elas. Como resultado, a cerâmica deixa o rejunte mais aparente.

Porcelanato

O porcelanato geralmente é a escolha de quem quer dar um ar mais sofisticado ao ambiente. As peças podem ser instaladas bem próximas umas das outras, fazendo com que o rejunte praticamente desapareça.

Ele pode ser brilhante ou fosco e está disponível em várias cores. Uma boa dica é optar por um porcelanato mais escuro para os locais de grande circulação de pessoas, pois o material mancha com mais facilidade e a necessidade de limpeza constante pode se tornar um problema.

Cimento queimado

O cimento queimado é uma tendência da arquitetura atual e ajuda a dar um toque rústico ao ambiente sem perder a classe. É um revestimento relativamente barato, já que envolve basicamente areia, cimento e água.

O nome queimado não se refere a nenhum processo de queima, mas sim ao processo de jogar pó de cimento por cima da argamassa de cimento para ajudar no acabamento. 

Madeira

Um dos materiais mais clássicos da construção, a madeira nunca perde seu charme. Quem optar por utilizar esse material em acabamentos para casa, precisa ficar atento à origem e à qualidade dele.

Além disso, dependendo do cômodo onde ela vai ser instalada, pode ser necessário fazer a impermeabilização para que a madeira dure mais tempo.

Laminados

Os laminados são uma alternativa mais barata à madeira maciça e caem muito bem no revestimento de pisos. Eles são boas opções, por exemplo, para quem não quer ter um piso frio nos quartos ou salas.

No entanto, vale a pena ficar atento a algumas desvantagens — os laminados não podem ser limpos com grandes quantidades de água e são menos resistentes que as madeiras e tacos. Por isso, evite instalá-los em locais com grande movimentação de pessoas e móveis.

Pedras

As pedras, tais como granito e mármore, também são excelentes materiais para enriquecer o acabamento. Como elas estão entre os tipos de acabamento mais caros do mercado, não precisam ser utilizadas em grandes quantidades.

As pedras são empregadas principalmente em detalhes, como em bancadas, soleiras, pias ou escadas.

Louças e metais

As louças e metais também entram na categoria de acabamento para casa. Aos escolher esses itens, priorize o conforto, a durabilidade e, claro, o estilo. Atualmente é possível encontrar pias e torneiras completamente não convencionais e que ajudam a dar um charme extra à sua casa.

Outro ponto importante aqui se refere à sustentabilidade. Priorize torneiras e descargas que utilizam menos água e ajudam na economia.

2. Fique de olho nas tendências

cartela de cores e texturas para acabamentos para casa
Ao escolher os acabamentos para casa dos seus sonhos você precisa achar um equilíbrio nas escolhas estéticas.

Ao escolher os acabamentos para casa, é preciso encontrar um meio termo entre apostar nas tendências e optar por itens duradouros. Deixe tendências mais extravagantes para móveis e acessórios que você pode trocar mais facilmente.

Para os acabamentos duradouros, prefira itens mais neutros e atemporais. No entanto, isso não quer dizer que você precisa ter um acabamento sem graça. Pelo contrário, existem muitos estilos e tendências que você pode adotar, tais como:

  • estilo industrial — aposta em itens mais rústicos como cimento queimado, luminárias de aço e tubulações aparentes. É uma boa escolha para quem prefere um visual minimalista;
  • tipos de acabamento retrô — utiliza cerâmicas desenhadas, tijolinho e outros itens que já foram sucesso no passado;
  • revestimentos 3D — revestimentos que fogem do padrão normal de superfície plana e lisa. Oferecem texturas e relevos diversos, e podem ser usados em uma parede ou área pequena para incrementar o visual;
  • formas geométricas — listras, hexágonos e diversas formas geométricas também são uma tendência bastante atual;
  • iluminação em LED —- as lâmpadas LED são muito mais econômicas e duráveis, e estão presentes na maioria dos projetos atuais.

3. Não descuide da qualidade

Ao escolher acabamentos para casa, escolher o item mais barato pode ser tentador. No entanto, vale lembrar que o preço mais baixo pode estar ligado a uma qualidade também inferior.

É verdade que os acabamentos são um dos itens mais caros da obra, mas a durabilidade deles é essencial. Um material de boa qualidade será mais rápido e fácil de aplicar na obra, evitando desperdício e gastos extras com mão de obra.

Depois de instalados, a qualidade do material vai determinar sua durabilidade e aparência. Se comprar um item de baixa qualidade, há grandes chances de que ele se deteriore rapidamente e você tenha que reformar a casa em pouco tempo. Ou seja, o barato pode sair caro.

Portanto, preze pela qualidade e escolha itens de acabamento para casas de marcas reconhecidas e aprovadas pelos profissionais e clientes.

Precisando contratar serviços de profissionais especializados para sua obra? Faça um orçamento com o GetNinjas e escolha a melhor opção.

4. Fique atento às medidas

Acertar nas medidas dos materiais de acabamento pode ser mais simples do que você imagina. Basta tirar as medidas das paredes e pisos que você pretende revestir. Em caso de paredes, meça a largura e a altura e multiplique os dois valores para obter a área em m². Para os pisos, você deve multiplicar a largura pelo comprimento.

Basta somar as áreas de cada parede ou piso e você terá o total de m² necessários para o revestimento. Compre cerca de 10% de material extra, pois sempre acontecem algumas perdas.

Ao comprar louças e metais, pense também no tamanho do banheiro ou cozinha onde eles serão instalados. Uma pia enorme pode parecer linda na loja, mas se ela for desproporcional ao banheiro não vai ficar legal.

Essa dica também vale para os móveis e itens de decoração tudo que você comprar precisa ser proporcional ao espaço onde será instalado.

5. Adapte os acabamentos para as necessidades de cada cômodo

A escolha dos tipos de acabamentos para casa depende também do cômodo onde eles vão ser instalados. Por isso, veja agora algumas dicas para cada ambiente:

Quartos

Pedem materiais de acabamento mais aconchegantes e preferência por pisos menos frios. Laminados ou madeira são uma ótima escolha. Nas janelas, boas cortinas são fundamentais. Preferência por iluminação mais quente, menos branca.

Salas

Devem ser mais flexíveis, pois precisam se adaptar tanto para atividades de descanso, como assistir um filme, quanto para receber visitas, servir jantares etc. A iluminação deve, portanto, oferecer as duas possibilidades. Isso pode ser alcançado utilizando luminárias, lustres, spots de luz e lâmpadas diversas.

Para o piso, porcelanatos e azulejos são boas pedidas, assim como madeira e taco. Laminados não são a melhor escolha para salas de jantar, pois a movimentação constante das cadeiras pode danificar o material. Nesse caso, pense em adicionar um tapete grande no ambiente, protegendo o piso.

Cozinha e banheiro

Pedem revestimentos impermeáveis e funcionais e as pastilhas são uma ótima pedida para ajudar na decoração. No banheiro, tenha cuidado com os pisos que podem ficar escorregadios quando molhados.

Áreas externas

Varandas e jardins pedem materiais resistentes à chuva e ao sol, por isso, fique de olho na indicação do fabricante. Na área da piscina, cuidado redobrado para não optar por pisos escorregadios.

Enfim, escolher os acabamentos para casa é um trabalho grande, mas também pode ser prazeroso. Aproveite essa etapa para escolher itens que deixarão sua casa com a sua cara. Para acertar nas escolhas, busque, além da beleza, qualidade, durabilidade e funcionalidade.

Se você gostou das dicas do Toca Obra, não deixe de cadastrar seu e-mail para receber nossa newsletter e ficar por dentro das novidades do blog!

Contrate um ninja